Calma, nossa intenção não é gerar nenhuma polêmica (ou será que é?), mas relatar um pouco da nossa experiência com doações de cães e gatos.

Nós já falamos sobre o preconceito em relação à gatos de raça e S.R.D.’s. Existem aqueles que preferem determinadas raças e existem os ardorosos defensores dos “mix” (pra quem não leu, é só clicar aqui).



É fato conhecido para todos os donos de gatos que muita gente não gosta deles. É claro que tem gente que também não gosta de cães mas, essas pessoas geralmente não gostam de bicho nenhum.

O fato é que, de cada dez cães que encontram um lar através do Miaaudote, só um gatinho tira a sorte grande. Ficamos exultantes quando aparece um cadastro de alguém querendo adotar um bichano.

Quando promovíamos feiras de adoção, os gatinhos eram sempre os últimos a serem adotados. A maioria acabava tendo que voltar outra vez. Gatos adolescentes ou adultos então... Por outro lado, se havia uma ninhada de cãezinhos, quase dava briga.

Dos seis gatos que temos em casa, apenas dois são resultado de uma “adoção ativa”. Os outros quatro estão conosco por “adoção passiva” (não vamos citar nomes aqui para não traumatizá-los). Foram gatinhos que, a princípio, deveríamos doar, mas que não encontraram quem os quisesse. Bem, nós os quisemos.

Mas existe um lado bom nisso tudo: gatos são menos adotados, mas são melhores adotados.

O que foi que notamos com o feedback das feiras que fazíamos e do nosso blog? Muitas pessoas adotam cães (filhotes, principalmente) por impulso, para dar de presente, para vigiar a casa (às vezes uma obra, onde não mora ninguém), porque o filho pediu um ou, simplesmente para ter um cão em casa (afinal, toda família tem um, não é?). Ao investigarmos como estavam os animais algum tempo depois de serem adotados, descobrimos vários cães que foram doados novamente para outras pessoas, porque o filho cansou do cãozinho, ou porque ele cresceu demais, ou porque ele fazia xixi dentro de casa. Outros, que foram adotados enquanto filhotes sob o compromisso por escrito de que seriam castrados quando atingissem a idade adequada, não estavam castrados e alguns até foram colocados para reproduzir. Convencer um adotante de um cão a castrá-lo muitas vezes é um exercício de paciência.

É claro que isso não é regra. A maioria foi muito bem adotada.

Mas o interessante é quando se compara com as adoções de gatos. Ninguém adota um gatinho por impulso. A esmagadora maioria das pessoas que nos procuram interessados em adotar um bichano é extremamente consciente, inclusive na questão da castração.

Todo mundo gosta de cães (inclusive quem gosta de gatos). Mas donos de gatos são diferentes. Eles criam blogs e perfis em redes sociais para seus felinos. Criam blogs sobre gatos e suas curiosidades (não é Lauesg?). Conhecem os mínimos detalhes da personalidade de cada um de seus bichanos.

É, todo mundo gosta de cães. Mas quem gosta de gatos é apaixonado por eles. E não só pelos seus gatos, mas por todos os felinos.

O blog americano hunch criou, baseado em questionários, um infográfico muito legal sobre as diferenças entre donos de cães (dog people) e donos de gatos (cat people). Algumas curiosidades:

Donos de cães tendem a ser em sua maioria, homens. Donos de gatos, mulheres.
Donos de cães tendem a ser mais conservadores. Donos de gatos, mais liberais.
Donos de cães tendem a ser mais extrovertidos. Donos de gatos, mais introvertidos.
Ambos são entusiastas de redes sociais, mas donos de gatos twitam mais.



Clique na imagem aí em cima, acesse o infográfico completo e veja se você se identifica ou discorda da pesquisa.



Um abraço.

Carol e Allan
http://miaaudote.blogspot.com/
twitter: @miaaudote



20 comentarios:

Laura disse...

Adorei o post. É assim mesmo! Quem gosta de cães, em sua maioria, não vamos generalizar, só gosta dos cães. Quem gosta de gatos, não apenas "gosta", é apaixonado pelos bichanos e gosta de cachoros tbm, enquanto a maioria das pessoas que preferem cães não curtem muito os gatos.

Eu, por exemplo, gosto de todos os animais, inclusive cachorros, mas sou perdidamente apaixonada por gatos!! Daquelas que tem um monte de camisetas de gatinhos, brincos, enfeites..enfim, tudo que tiver gato pode ter certeza que eu tenho!!!

Ana Luisa Alves disse...

OLá! Finalmente alguém colocou por escrito aquilo em que cada vez mais acredito!
Só se esqueceu de dizer que quem não gosta de gatos, é porque também nunca viveu com um XD. Quando digo viver refiro-me a partilhar o mesmo espaço, e não ter o bichano no jardim a vadiar e apenas lhe dar de comer.

Muitp bom o Blog!
Cumps!
Alu

CAT disse...

Nossa!!!Amei este post,e é uma pura verdade.Eu sempre gostei de todo tipo de animal,rs...até cobras tenho vontade de criar,e também gosto de cachorros,pois já tive cachorros,.Mas os gatos tem uma química misteriosa que nos encanta e a cada dia queremos descobrir o seu misterioso silêncio, o seu olhar penetrante e é delicioso receber o seu carinho e ronrons,além do mais eles são elegantes e de um leve andar,Muito Chique!!!!

Repositório disse...

Muito legal!!!! Adorei o post!

Otávia Mello disse...

aqui ja é o contrário, devido ao preconceito por causa de raça, cães SRD's demoram muito mais do que os gatinhos para sair. mas não posso reclamar nunca dos adotantes dos meus gatinhos, claro que eu os escolhi a dedo, mas é um amor continuado, apenas tive problemas 2 vezes em 5 anos e todos estão bem :)

eu sou da leva que é apaixonada por gatos, que resgato gatos, criei um blog sobre e faço o possível para o maior numero de informações chegue a pais e mães de gatos, para que tratem cada vez melhor de seus bichinhos :)

adorei o post, parabens!

João Víctor disse...

Discordo das afirmações "todos gostam de cães" e "gateiros gostam também de cães". PQ? Por que eu NÃO gosto de cachorro!!! (já até escrevi um post sobre isso no meu blog http://tinyurl.com/3mkuyz5

Não é que eu odeie e maltrate cachorro (me dá ódio quando tem notícia na TV de maus-tratos a cães), mas sinceramente não consigo me imaginar indo para uma feira de adoção e adotando um cachorro (uns 15 gatinhos de uma vez só, talvez...). Cachorro é um bicho meio burro, não é autolimpante como os felinos é muito dependente emocionalmente (além do mais, mijo de cachorro é muito fedorento...)

Eu acho que aqui no Brasil a associação pet=cão é tão forte que as pessoas nem sequer param pra pensar "pq estou adontando um cachorro e não um gato?". Elas têm que conhecer um amigo ou parente que tem gato de forma bem-sucedida pra começar a pensar na ideia. E depois de meses alimentando o gateiro dentro de si, muitos finalmente decidem levar um felino pra casa, mas não o entendem. Não entedem determinadas verdades absolutas:

1- Gatos arranham sofás.
2- Gatos sobem na pia, na mesa, na sua roupa...
3- Gatos demoram pra usar a caixa de areia.
4- Gatas não castradas no cio são barulhentas.
5- Gatas não castradas = oops, gatinhos!
6- Gatos soltam pêlos.
7- etc...

E por aí vai, até o bichano ser jogado fora :-( E a pessoa nunca mais vai adotar gato na vida.

Bea disse...

Otimo post! Eu gosto de cachorro como gosto de criancas, os dos outros: a gente se diverte muito com eles, sao lindo e fofos, mas devolvo no fim do dia :D

Anônimo disse...

Concordo com o João Victor, não acho que todo mundo que goste de gato, tb goste de cachorro. Eu detesto cachorro!!!!
Tb sou contra e acho absurdo pessoas que maltratam e abandonam, morro de dó!

Mas eles são insuportáveis, fedidos, odeio os latidos e aquela alegria excessiva qdo vê o dono. Gatos tem mais personalidade sem deixar de nos dar carinho e atenção tb! Respeitam mais o nosso espaço!

Nice disse...

eu gosto de cães também...mas me identifico mais com os gatos, porque gosto de nadar contra a corrente...e as pessoas geralmente criticam muito quem gosta de gatos...rsrsrs

Zanarde disse...

Adorei o post...
Eu adotei a minha gata pq ela era de rua e gostei dela...virei uma gateira depois que a tive...hoje eu amo coisas de gatos e estudo os pequenos...acho que o lance de gostar de tal animal depende muito...eu nunca fui apaixonada por cachorro, apenas depois de ganhar a minha afilhada (uma cachorrinha da minha amiga) que eu comecei a ver melhor os cachorros...

Quem lê esse blog já é apaixonado por esses 4 paras..
To viajando e morro de saudade dela...
Bjsss

lu disse...

eu aaaammmo gatos desde criancinha. Mas soh pude ter um gatinho qdo fiz 25 anos e hj tenho 4 peludos ke sao meus dodóis. Eu "até" gosto de cachorro, desde que nao seja meu, que eu nao tenha que cuidar, e nem ficar sentindo o odor do xixi e mto menos ouvir aqueles latinos insandecidos.
os donos de cachorros apenas deveriam ensiná-los a não latir. É extremamente chato qdo seu vizinho chega em casa independente da hora,(as 5 da manhã, da balada) e aqueles seres berrando sem parar e vc dormindo pq precisa trabalhar na sexta de manha... e a pessoa ainda sai berrando rua abaixo pq um dos seus "5" caxorros ensandecidos veio ao seu portao "mijar" e a dona fdp vem berrando chamando por ele(tds sao mau educados, o dono e seus cachorros)... é o fim... pqp, será que os donos de caxorros nao imaginam que cachorro latindo de madrugada enche o saco?? perturba??? e nos deixa com dores de cabeça enlouquecedoras??e mtas vezes a gente nao consegue falar ao telefone pq eles latem tanto o tempo td que vc nao escuta quem esta do outro lado da linha... e ainda tem a cara de pau de reclamar que gato enche o saco?? gato bem cuidado nao berra de madrugada pq este nao sai na rua, nao faz xixi fora da caixinha e nao rói os móveis ou sobe na perna das pessoas... nao vai na grama do seu jardim "cagar", nao lambem a gente...
Tenho varios colegas que tem cães e seus cães nao latem feios loucos e fazem xixi num unico local pq foram ensinados eeeeeeee qdo levam eles p passear, eles catam o coco que seus bichos fazem pq respeitam o mundo em que vivemos!!!! entao galera, antes de reclamar dos gatos, eduquem seus cachorros e qdo forem passear c eles, levem consigo o coco e joguem no seu lixo pq calçada e grama do vizinho nao é latrina!!!!!!!!!

eva disse...

Muito interessante o post e verdadeiro. Amo todos os bichos e sempre tive cachorro, mas depois que peguei meus gatos não quero outra vida, não sei viver sem eles.

faby disse...

Na minha casa sempre teve gatos e cachorros, os gatos sempre eram meus e os cachorros do resto do pessoal. Nunca dei muita bola para cachorros, eles latem muito, dia de chuva fedem pra caramba, não que nos outros dias não possuem odor. Prefiro os gatos, eles são extremamente sinceros, e aprendem os truques sozinhos, minha gata sabe abrir portas, aprendeu só de nos observar. Como a veterinária dos meus gatos sempre fala: "quem fala que não gosta de gatos é porque nunca teve um, e quem tem um tem um monte."

Lau disse...

Olá! Sigo o bog, mas nunca comentei, achei que hoje seria ideal!

Meu gato, que tinha 11 anos, foi envenenado, socorremos, mas infelizmente, ele morreu =(

Fiquei mto triste, mto msm... minha irmã, diante da minha tristeza, tentou adotar um gatinho, p/ me presentear; óbvio, não era p/ colocar no lugar do Lili, pq o lugar dele é único, mas me ajudar a superar.

Ela foi no mesmo veterinário, que havia atentido meu gato, e ele disse p/ ela entrar em contato com uma instituição aqui da cidade msm, a qual, ele também ajuda.

E o que aconteceu? Eles colocaram tantos, mais tantos empecilhos, que seria mais fácil ela adotar uma criança, do que um felino.

Até entendo, que tem msm que ter cuidado, investigar um futuro adotante e talz... mas gente, tem coisa que é demais. Custava, eles perguntarem p/ o veterinário do meu gato, se eu cuidava bem?!

Depois dessa novela, acabou, que minha irmã adotou uma gatinha, que estava abandonada, e uma senhora estava cuidando, me trouxe, e eu amei, é a princesinha da casa!

Ela tem 6 meses, já está castrada e tem me ajudado mto a superar a perda do meu eterno e fiel companheirinho Lili!

Parabéns pelo blog!

Laura disse...

É... como eu disse lá em cima.. eu gosto de cachorros... mas acho que só adotaria um se eu tivesse um estilo de vida totalemtne diferente, tipo se eu morasse em uma casa grande, com quintal e etc... acho que cachorro e apartamento não combina muito... e dá muito mais trabalho que cuidar de gatos...

Lau, acredito que as instituições devem mesmo ser rigorosas, não estou dizendo que vc não cuida bem da sua gatinha, pois dá para perceber o seuamor por ela, a gatinha ja esta ate castrada e tal... mas quando a gente copmeça a ver de perto certas coisas que pessoas são capazes de fazer com os animais, dá para entender porque as ONGs são, por vezes, tão rigorosas. Veja, seu outro gatinho, de alguma forma, teve acesso às pessoas que tiveram coragem de envenená-lo... é por causa destas situações que muitas vezes fazem as instituições terem muito cuidado ao doarem um animal. Não fique chateada, pense pelo lado positivo!! Parabéns pela sua gatinha!!!

Lau disse...

Laura, concordo com vc, as instituições tem msm que ser rigorosas, mas como foi dito no post, quem quer adotar um gato, é pq realmente gosta!

Aqui eles tb fazem feira de adoção, e aí me pergunto: será msm que as pessoas conseguem sair de lá com um gato, ou eles vão estudar o caso, pensar por uns meses...

Sabe Laura, no meu caso, achei que foi meio que pouco caso msm, enfim, se for p/ o bem dos animais, que continuem assim, mas sem reclamar que estão sem espaço, etc e tal...

Minha pequena se chama Alice, foi castrada com 4 meses, e o Lili tb era castrado!
BjO

Laura disse...

Lau, a minha gatinha tbm se chama Alice!!! =)

Otávia Mello disse...

se as pessoas soubessem o quanto custa, não só monetariamente, mas em termos de tempo e dedicação fazer com que um animal resgatado se torne adotavel... tanto que em instituições maiores de outros países, são cobradas taxas de adoção para ser revertidas aos outros animais que ainda esperam por um lar. as pessoas são estranhas, vem atrás, querem adotar, prometem fundos e mundos e no final, negligenciam os animais, deixam fugir, devolvem pq miou demais, pq arranhou o sofá, etc. apesar de todo o controle rigoroso para se achar um dono, quem nunca soube de uma estoria de um adotante que negligenciou o animal a tal ponto que ele chegou a falecer? a diferença é que aqui nesse país os animais não tem a proteção que merecem, mas nos eua, inglaterra, canadá, etc, uma pessoa dessas vai presa e em certos casos nunca mais pode ter um animal na vida. eu ja doei um gatinho que a dona me ligou e me fez escutar ele morrendo, envenenado, do outro lado da linha, enquanto eu pedia para ela levá-lo ao veterinário a 5minutos da casa dela e ela não o fez para não gastar. isso 3 dias após a adoção. eu costumo dizer que se vc não quer acatar o que uma ong ou protetor exige, pegue um animalzinho de rua e cuide dele da sua maneir, pq, infelizmente, até os melhores adotantes se transformam em monstros e somente o animal sai perdendo com isso.

Lau disse...

Quero deixar claro aqui, que respeito as instituições que cuidam de animais, e mais ainda, as pessoas que abrem mão da própria vida, p/ cuidar dos animais.

Em momento nenhum, nunca me recusei a acatar regras ou exigências da ong, sendo que a castração era uma delas, o próprio veterinário já havia doado a castração; mas eu simplesmente não tive chance de provar, que sou uma boa adotante; que gato p/ mim, faz parte da família, que qdo preciso, corro p/ o veterinário msm, e dpois a gte vê qual vai ser a despesa.

Mas foi até bom, como vc disse Otávia, ganhei msm um animalzinho de rua, que já está castrada há 2 meses, come ração da melhor, dorme comigo na cama; e além de ter um lar, não está ocupando o lugar de outro animal que precise, numa ong!

Thayná Silva disse...

Olá, eu queria visitar o blog miaaudote para procurar um gatinho, mas tenho o acesso negado. Como faço pra conseguir entrar no blog? Obrigada! E adorei o post ^^

Postar um comentário

Olá!
Estamos muito gratos por receber seu comentário aqui no Tudo Gato!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...