23 de mai de 2011

Bengal | Gatos de Raça


Foto: Cleber Delázari
Os Bengals são gatos híbridos, resultante do cruzamento entre um felino selvagem, o Leopardo Asiático, (ALC - Asian Leopard Cat, [Prionailurus bengalensis ou Felis bengalensis] ) e gatos domésticos. Quando dizemos que um animal é selvagem, não estamos, necessariamente, dizendo que ele é feroz. Dizer que um animal é selvagem significa que ele vive livre na natureza, onde tem seu habitat. Muitos animais selvagens são extremamente tímidos, evitando o máximo possível o contato com outras espécies e, principalmente, com humanos. Esse é o caso dos Leopardos Asiáticos.

Na década de ’60, a psicóloga e geneticista Jean Sudgen Mill, ao colocar um gato doméstico com uma fêmea de Leopardo Asiático, teve a surpresa de ver nascer uma ninhada de dois filhotes híbridos. O macho não sobreviveu, mas a fêmea, de nome Kinkin, foi a primeira exemplar híbrida (F1) resultante desse tipo de cruzamento.

As três primeiras gerações oriundas de cruzamentos de Leopardos Asiáticos e gatos domésticos, são chamadas de Bengals de fundação e são essas:

F1 - exemplares nascidos de um cruzamento entre o ALC e um gato doméstico.
F2 - exemplares resultantes do cruzamento entre um F1 e um gato doméstico.
F3 - exemplares nascidos do cruzamento entre um F2 e um gato doméstico.

Foto: Cleber Delázari
Os machos de primeira geração são sempre estéreis, sendo observada a esterilidade em machos de segunda e terceira geração. Estes também podem ser férteis por um curto período de tempo ou até mesmo apresentar alternância de fertilidade. As fêmeas das três primeiras gerações (F1, F2 e F3) são normalmente férteis, mas foi observado que fêmeas de segunda geração (F2) são menos férteis do que as fêmeas de primeira (F1) e terceira gerações (F3).

O Bengal só é considerado realmente um Bengal a partir da geração F4, quando já apresenta temperamento dócil, típico de gatos domésticos. Na verdade, um exemplar F4 possui pouquíssimos traços de seu ancestral selvagem e as gerações seguintes, às quais pertencem a maioria dos Bengals que conhecemos, possuem menos traços ainda.

O propósito de criar gatos domésticos com aparência que lembrasse os felinos selvagens foi uma forma de tentar conter o mercado de peles, já que o fato de existirem gatos com pelagem semelhante a felinos selvagens poderia fazer com que diminuísse o interesse por peles,além de diminuir o comércio ilegal de animais sob risco de extinção.

Na década de ’70, o Dr. Willard Centerwall realizou novos pesquisas de hibridização entre gatos domésticos e Leopardos Asiáticos, com o propósito era encontrar o gene responsável pela imunidade à leucemia felina, já que leopardos asiáticos não adquirem essa doença letal e tão comum às demais espécies felinas, só que o Dr.Centerwall suspendeu as pesquisas e doou algumas fêmeas da primeira geração (F1) à Mrs.Jean Mill, que continuou a trabalhar a raça. No Brasil, a raça Bengal foi introduzida pelo Sr. Marco Beja.

Foto: Cleber Delázari
Aparência

O Bengal possui corpo alongado, musculoso, com ossatura consistente, pernas traseiras ligeiramente mais longas, que as dianteiras, pescoço forte e bem proporcional à cabeça e ao corpo. As patas são grandes e arredondadas.

A barriga deve ser esbranquiçada ou, pelo menos, de tonalidade bem mais clara que a pelagem do corpo e é obrigatória a presença de pintas.

A cabeça e face devem ter estrutura forte, assim como o queixo. As orelhas dos Bengals devem ser pequenas, com pontas arredondadas e base larga, inseridas de forma a seguir a linha do perfil da face.

A pelagem é curta, extremamente macia e sedosa, apresentando ou não o glitter,que são pêlos de cor dourada ou prateada, no caso dos Silver Bengals. Os olhos são ovais, quase arredondados, devem ser grandes, porém não muito proeminentes (esbugalhados).
O peso varia entre 4 a 8 kg, mas o tamanho não é uma característica trabalhada na raça.

Cores e Marcações

Entre a terceira e quinta semanas de vida,o filhote Bengal apresenta uma pelagem feia, acinzentada,que é chamada de “Fuzzy ugly”.Essa fase pode durar pouco tempo ou se prolongar por alguns meses. Depois que essa pelagem cai, a cor da pelagem aparece mais claro e com mais contraste entre as cores de fundo e marcações.

Brown Tabby - é a pelagem com marcas marrons ou negras sobre fundo mais claro, com cor de olhos que variam do cobre ao verde. Se a pelagem for muito alaranjada, que é exatamente como a maioria das pessoas deseja, a tendência é que a marcação “desbote”,com o passar do tempo, o que faz com que o Bengal fique bem parecido com um srd amarelo.
Bengals Brown Tabby não podem ter olhos azuis ou azulados.

Foto: Cleber Delázari
Snow - se divide em três tipos:
Seal Linx Point – cor de fundo que varia entre o marfim e o creme, com marcas que variam entre o marrom-seal profundo , cinza-escuro, marrom-claro, bronze ou camurça. Os olhos são de um tom azul intenso.
Seal Sepia Tabby – cor de fundo que varia do creme ao bronze claro,com marcas em tons de marrom-escuro.Os olhos podem ser dourados, amarelo-esverdeados ou verdes.
Seal Minx Tabby – é uma combinação dos genes de Siameses e Burmeses. Apresentam uma cor de fundo que varia do marfim para o creme, com marcações de tonalidade marrom-médio, os olhos são azuis-esverdeados.

Silver - pelagem de fundo da cor cinza claro tendendo ao branco,com marcações de cinza mais escuro.A cor dos olhos pode variar entre o cobre ao verde.

Além dessas cores, há também os Bengals Melanistic (Bengal Preto,com marcas pretas, perceptíveis sob iluminação) e a cor Blue (cinza azulado),que não são aceitas pela TICA (The International Cat Association), mas outra entidade, a UFO (United Feline Organization) aceita a cor blue, inclusive em competições.

As marcações podem ser spotted (pintas), rosetted (rosetas de vários formatos), ou marble (marcação de aspecto marmorizado).

Foto: Cleber Delázari
Temperamento /Comportamento

Bengals são gatos extremamente inteligentes e com excelente memória. Afetuosos, adoram interagir com seus humanos, se dão bem com crianças e com outros animais. Eles tem personalidade dominante, especialmente os exemplares machos, mas, mesmo assim, convivem bem com outros gatos, desde que estes não desafiem sua posição de gato alfa, caso contrário, pode haver brigas e o Bengal geralmente acaba levando a melhor, já que é um gato bastante forte.

Bengals costumam ficar bastante estressados fora do seu ambiente, mas não costumam apresentar reações agressivas. Levá-lo ao vet costuma ser uma tarefa bastante tranquila, porque eles ficam bastante intimidados fora do seu ambiente.

Seu miado é bem mais forte que outros gatos, mas não miam tanto quanto Siameses, por exemplo. Alguns Bengals “respondem” com miados, quando falamos com eles.
Algumas pessoas gostam de levar seus Bengals para passear em guia, mas eu não recomendo esse tipo de coisa.


A brincadeira preferida de exemplares Bengals é ir buscar coisas que atiramos,maioria dos exemplares ama esse tipo de brincadeira!
http://www.youtube.com/watch?v=quA0CpVrEYw

Bengals também gostam de água:
http://www.youtube.com/watch?v=oa4YcV6VRgA

Eles brincam muito, mas não são destruidores.

Foto: Cleber Delázari
Algumas observações minhas, já que conheço muito bem a raça e fui uma das primeiras pessoas a ter um exemplar, aqui no Brasil:

Nunca vi uma raça de gatos que mexesse tanto com a imaginação das pessoas,quanto a raça Bengal.

Muitas pessoas criam a fantasia de que, ao adquirirem um Bengal, estarão levando para casa um gato “selvagem”,mas isso não tem qualquer fundamento e , muitas vezes, essa ideia falsa acaba causando problemas.

Já vi diversos casos de pessoas que adquiriram um Bengal, mas não conseguiam lidar com ele, ficavam intimidadas diante do gato. Também já vi casos de pessoas acharem que algumas brincadeiras típicas de qualquer filhote de gato eram “tentativas de ataque”,quando partiam de um filhote Bengal. Isso não existe! Bengals tem mesmo temperamento dominante, mas são gatos domésticos!

Eu costumo brincar, dizendo que a maioria dos exemplares Bengals que vemos não tem nem sequer o chulé de um felino selvagem e é bom as pessoas não ficarem imaginando coisas que não existem! rs...

Bengals são gatos muito bonitos, dóceis e brincalhões, que lembram vagamente um felino selvagem, mas que são gatos domésticos, como qualquer outro gato, de raça ou não, que as pessoas tem em casa.


Cuidados

Foto: Cleber Delázari
Por se tratar de uma raça de pêlos curtos, apenas banhos regulares, limpeza de ouvidos com produto indicado pelo veterinário de confiança, corte de unhas e uma rápida escovação, com escova de cerdas macias.

Saúde e Prédisposição a Doenças

Bengals, geralmente, são gatos fortes e desde que sejam seguidos os devidos cuidados de rotina com sua saúde, como vermifugação e vacinação em datas corretas, além de alimentação de boa qualidade, não costumam ter problemas de saúde. Também é importante lembrar que é preciso ter cuidado para que não tenham acesso às ruas e que se evite que tenham contato com outros gatos, que não tenham sido testados para doenças infectocontagiosas, como a FeLV, FIV e PIF. Aliás, esses cuidados devem ser tomados em relação a qualquer gato, não só Bengals.

IMPORTANTE: Ultimamente, tem ocorrido muitos casos de HCM (cardiomiopatia hipertrófica) na raça Bengal. Aqui no Brasil, não se comenta o assunto, mas o fato é que, no exterior, alguns gatis até pararam de criar a raça. Num dos casos, a criadora disponibilizou uma lista com nomes de exemplares acometidos por HCM. Infelizmente, o site dela não está mais no ar...

Como é um problema de origem genética, em sites de gatis do exterior os criadores costumam colocar o desenho de um pequeno coração ao lado do nome do exemplar, para dizer que ele foi testado e não apresenta HCM.

O grande problema é que o teste é feito através de ecocardiograma, como explicou a Dra. Alice, em seu post sobre a doença, só que, através desse método, o gato pode ser testado hoje e apresentar um resultado negativo e nos próximos meses, ao ser submetido novamente ao exame, ser constatado que ele apresenta HCM. Isso é muito comum.

O HCM tem se manifestado em Bengals com idade entre 3 a 8 anos, na maioria dos casos.

Nos casos de que tomei conhecimento, em fóruns e sites sobre a a raça, os gatos acometidos pelo HCM tem morte repentina, é como se fossem “desligados” da tomada.

Os sintomas do HCM dificilmente são notados e, algumas vezes, só é constatada a doença durante uma necropsia realizada após a morte súbita do gato. Na verdade, até mesmo durante a necropsia é difícil atestar a doença, já que nem sempre há sinais evidentes do problema.

O que eu quero dizer com tudo isso é que o problema existe e está se tornando cada vez mais comum. O fato de o criador submeter seus gatos a exames de ecocardiograma é o mínimo que ele pode fazer, mas ele apenas podem garantir que seus gatos não apresentam o problema no momento, não tem como garantir que eles ou seus filhotes estarão livres do HCM no futuro.

Por melhor que seja o criador, a verdade é que ele não tem como garantir que os filhotes vendidos jamais terão HCM. Isso só será possível no dia em que for disponibilizado o exames por DNA, específicos para a raça Bengal, para detecção dos genes causadores do problema, da mesma forma como já existe para a raça Maine Coon.

É claro que nem todos exemplares da raça Bengal estão comprometidos por essa doença, mas quem se dispuser a adquirir um filhote precisa estar atento a esse problema e realizar exames de ecocardiograma periodicamente, só assim poderá descobrir a doença em seu estágio inicial e iniciar o tratamento adequado.

Foto: Cleber Delázari
Não há cura para o HCM, mas é uma doença que pode ser controlada através de medicação específica que deverá ser administrada pelo resto da vida do gato e isso requer responsabilidade e comprometimento por parte do dono. É fundamental que as pessoas que adquirem um exemplar tenham consciência disso.

Infelizmente, não tenho dados em relação ao tempo de sobrevida de um exemplar, após ser constatada a doença.

Para saber mais, alguns links em inglês:
http://www.pictures-of-cats.org/hcm-in-bengal-cats-is-a-growing-problem.html
http://cat-chitchat.pictures-of-cats.org/2008/02/hcm-in-bengal-cats.html
http://www.pictures-of-cats.org/bengal-cat-breeders1.html
http://www.pdfebook4u.com/BENGALS.html

A TIBCS, entidade oficial da raça Bengal, lançou uma campanha para pesquisas sobre o HCM na raça:
http://www.bengalcat.com/lightningfund.php

Para quem admira Bengals e está no Facebook, eu convido para que se junte a essa causa (apoio às pesquisas sobre HCM na raça Bengal):
http://www.causes.com/causes/481721-support-hcm-research-for-bengal-cats

No Facebook há um grupo de discussão sobre o HCM em Bengals, é este:
https://www.facebook.com/home.php#!/group.php?gid=119808638053926


Infelizmente,tudo que se possui sobre HCM em gatos Bengals está em inglês. Este blog é o primeiro a publicar algo em português sobre o assunto.

Abraços a todos,

Heloisa
@all_breeds



24 comentarios:

disse...

Maravilhoso post Heloisa, parabéns!!
Eu admiro muito a raça, acho q são realmente incríveis, eu não tenho, na verdade aqui em casa os três que temos são SRD, mas eu acho a pelagem dela muito parecida com a do Bengal, mas mãe é mãe sabe como eh...hehehe

Abs, e parabéns mais uma vez!!

Madam Maxwell disse...

Cada Raça tem suas qualidades, as q eu + admiro no Bengal são a inteligência e a afetuosidade. Vc comentou q atitudes normais de filhotes "levados" levam alguns proprietários a pensar q o coitado é feroz (selvagem) eu rio e me lembro de um SRD frajolinha q tive, o camarada era meio taradinho, a gente tinha q o prender p/ lavar louça ou roupa no tanque, ele "pulava" e atacava a bunda de quem estivesse na atividade, era um susto atrás do outro! E era só brincadeira boba p/ ele. Marajá ficou conosco 18 anos.

Zanarde disse...

hehe, amei esse post, não posso mentir, tenho uma quedinha por essa raça. Eu amo a minha bebe SRD, mas que eles são lindos são....
Parabens pela sua matéria.
Amei quando vc falou, "os seus humanos". Sempre falamos nossos gatos, somos humanos deles....eu nunca poderia ter um Bengal, a minha bebe é mega dominante e não deixa nem um gato aparecer por perto....
bjssss

faby disse...

Ótimo post, acho a pelagem do Bengal muito linda. Mas creio que nunca terei um, pois meus gatos sempre são os que acho jogados pelas ruas, apesar de não terem pedrigree, eles continuam sendo os melhores para mim.

Rô! disse...

Delícia saber mais dessa raça linda. Muito completo o post, e se o bengal já era uma das raças que mais gosto, agora ele subiu de posição. rs

PS: Se bem que acho que todas as raças que conheço estão na minha lista de "gatos que quero muito", inclusive os srds fofos que vejo por ai. rsrs

João Víctor disse...

Uma pena que bengals tenham essa tendência a problemas de coração, mas parece que os gatis pelo mundo já estão tomando providências. Melhor que nada, né?
E eu também pensava que bengals eram mais selvagens que domésticos, esse post foi muito esclarecedor! E sempre há os srd tabby "quase tigre" pra quem não pode ter um bengal de raça!

Heloisa disse...

Obrigada,Rê!Bengals são mesmo fofos e vc não está enganada,não!Tem muuuitos Bengals que ficam com a pelagem bem parecida com a de srds,conforme ficam mais velhos!
A verdade mesmo,é que há muitos Bengals que são maravilhosos quando filhotes,mas conforme vão crescendo e ficando mais velhos,as marcas vão desbotando mesmo, principalmente se o Bengal for de cor alaranjada!No próprio site da TIBCS,tinha um artigo de uma criadora falando sobre isso.
Quem compra Bengal só pela aparência,corre o risco de se decepcionar, porque poucos exemplares conseguem manter a a beleza da pelagem com o passar dos anos.Essa é uma das características da raça, quem conhece sabe disso.Pelo menos nos srds,a pelagem será sempre igual!;)
Bjs!

Heloisa disse...

Madam Maxwell,eu ri muito com a história do Marajá,fiquei só imaginando a cena!Na hora,a gente fica brava,mas depois acaba mesmo rindo!Principalmente depois que eles se vão,dá uma saudade tremenda,especialmente quando se trata de um amor de 18 anos,como foi o Marajá!Para viver tudo isso é sinal de que foi muito amado e bem cuidado!
Em relação aos Bengals,é exatamente o que eu disse, muita gente "viaja na maionese", com essa história de felino "selvagem"!
Se um Bengal fizesse o que o Marajá fazia e se seus humanos fossem passageiros da "Hellman's Airways",coitadinho do Marajá!No dia seguinte,já estaria de malinha pronta para outro lar!:(
Antigamente,eu achava engraçado a propaganda que fazem da raça,associando-a a felinos selvagens,mas com a experiência que tenho hoje,isso perdeu a graça pra mim.
Infelizmente,nem todo mundo é capaz de perceber que esse tipo de coisa não existe, é só marketing,e quem acaba se dando mal é sempre o gato.
Bjs!

Heloisa disse...

Zanarde,fico contente que vc gostou do post! Se sua bebechana tem temperamento forte, se não admite mesmo outro bebechano mandando aí no pedaço,é bom mesmo nem pensar em ter um Bengal por perto,porque teria pau todos os dias!Vc precisa de um gato bem dócil,que não a desafie.
Aqui em casa,quem manda é o Bengal,os outros obedecem.Quando ele cisma que quer deitar onde um dos meus outros gatos está,ele só chega e encara e o outro saí mansinho do lugar!Se o outro não se toca,leva uma dentada no bumbum e acaba saindo,mesmo contrariado!:D
O problema aqui é minha sialata,eles quebram o pau mesmo!Eu reconheço que ela o
provoca,mas ele também não é flor que se cheire!;)
Bjs!

Heloisa disse...

Obrigada,faby!Bom,sobre a pelagem do Bengal,é o que eu disse para a Rê, nem sempre essa beleza dura!Sobre vc achar que nunca terá um Bengal, pode esquecer,porque já vi diversos Bengals precisando de um dono!São justamente aqueles que tiveram a falta de sorte de arrumar humanos que viajam na maionese e não conseguem lidar com eles!Num caso desses,em que uma pessoa pediu ajuda numa comunidade do Orkut,a dona da comunidade,que é minha amiga e sabe que conheço muito bem a raça,me pediu para ajudá-la.Eu postei um monte de sugestões para ela resolver o problema com o gato,até chamei o lauesg para ajudar com sugestões,mas não teve jeito.Ela estava mesmo decidida a se livrar do gato!:(
Aliás,o gato tinha ONZE MESES e já estava na QUARTA CASA,é mole? Fico super chateada com essas coisas!
Bjs!

Heloisa disse...

Rô,na verdade,eu resumi bastante o texto,senão ninguém conseguiria ler,de tão grande!
Os Bengals são gatos bonitos,mas a gente se apaixona pela aparência e acaba amando pelo temperamento, eles são mesmo brincalhões e chegam a assustar algumas pessoas,mas a verdade é que são muito meigos com seus humanos!Eles tem características que são só deles e nos surpreendem.Atualmente,na minha "wishlist" felina,só tem srds, porque já matei a vontade de ter um gato de raça,não me interessa ter mais!;)
Bjs!

Heloisa disse...

João Victor, a verdade é que as providências que estão sendo tomadas não garantem NADA!:(
Enquanto não houver testes por DNA, só o ecocardiograma não tem como garantir muita coisa.Teriam que ser feitos o teste de DNA e o ecocardiograma,porque pode haver mutações do gene que causa o HCM na raça,da mesma forma como acontece com o Maine Coon.
O grande problema não é o dinheiro que se perde ao se comprar um gato que venha a ter a doença, o grande problema, além do sofrimento do animal, é o desgaste emocional absurdo que isso nos causa!
Quanto ao "selvagem",esqueça,porque é puro marketing!Como eu sempre digo,os Bengals de verdade não tem nem o chulé do ancestral selvagem!Há os gatos da geração F (Foundation),que ainda não Bengals de verdade e tem maior herança genética do selvagem,só que eles raramente são bons pets.Tem um link ótimo de uma criadora americana,que é super sincera ao falar desses gatos.O link é esse:
http://www.nitewindes.com/earlygen.html

A verdade é que gatos das gerações F( F1,F2,F3) tem temperamento imprevisível, não dá para confiar.A maioria deles não gosta de colo,não gostam sequer de serem manipulados!
Obrigada pelo comentário,um abraço!:)

Bea disse...

OTIMO artigo para variar! Todos os futuros compradores de gatos de qualquer raca (ou de qualquer outro animal na verdade) PRECISAM estar muito bem informados sobre os problemas de saude e caracteristicas de comportamento antes de tomarem qualquer decisao! Voce precisa atacar esse mercado e escrever um livro sobre os bengals! Beijos pro lindao do George :)

Zanarde disse...

Engraçado, os gatos da raça bengal perdem a cor com o tempo. A minha bebe, nínguem dá 10 anos para ela, sempre falam que ela tem uns 4.
Aposto que a minha tem parte de bengal, o temperamento dela é imprevisivel.... Parabéns novamente, não canso de parabenizar o post e o site....

Heloisa disse...

Obrigada,Bea!Quem deveria escrever um livro sobre a raça é o Cleber.Aqui no Brasil,ele é quem mais entende de Bengals,sem dúvida alguma!
Bengals são fofos,carinhosos,etc,mas são gatos que tem muita força,não são gatos muito fáceis de se manipular (medicar,cortar unhas,etc),miam MUITO alto,enfim,quem não se importar com esses detalhes e tiver consciência de que é um gato doméstico,não terá problemas.Mas se começar a imaginar o que não existe...ai,ai...:(
As pessoas tem que pesquisar muito,analisar se poderá ter o animal que deseja.Pelo bem dela própria e do animal em questão!O George agradece e diz que,se além do beijo vc quiser mandar umas latinhas de comida de gato made in UK,pode ficar à vontade,que ele não costuma fazer desfeita!hahaha...(brincadeira minha!)

Heloisa disse...

Zanarde,é verdade o que eu disse,a raça Bengal é muito louca,tem essa característica de "desbotar" a pelagem mesmo!Não todos os exemplares,mas a maioria desbota,sim!O meu gato não desbotou,porque ele tem uma coloração de fundo mais escura e marcas negras mesmo,mas já vi um mooonte de Bengals que acabam até sendo confundidos com srds amarelos,por causa disso!Eu até achei o texto sobre isso na raça Bengal, pena que está em inglês,mas o link é esse:
http://www.bengalcat.com/aboutbengals/fuzzies.aspx

Olha,eu acho mais fácil é que os Bengals tenham algo de sua bebechana!;)
Bjs!

Emerson disse...

Em relação a cor desbotando eu acho que acontece mais com spotted em comparação com marmorados.

Os meus são snow marbles, que trouxe diretamente da inglaterra. Nas fotos abaixo aparecem a mãe, Luana, seu irmão Leo, e os filhotes de Luana Lobo e Luna. O pai de Luana tem por volta de 4 anos e tem um lindo contraste em seu marmorado rosetado. Espero que gostem:

http://www.forumdobengal.com/Topico-novas-fotos-luna-lobo-luana-e-leo

Sandrinha disse...

Eu tenho uma gata bengal a Xitara, ela é uma gracinha, mas não para nunca, gosta brincar, correr, beber aguá na pia do banheiro, no tanque. Já tive uma gata siamessa a Xuxa, que devia ter de 15 a 18 anos comigo, que morreu; senti muito a falta dela e pedi para meu marido arrumar outra gatinha pra mim.
Ele me deu esta gatinha safadinha, que não para, diferente da outra que era bem mais comportadinha. Mas estou adorando a minha Xitara, brinco com ela, só estou tentando educá-la um pouco, pois ele insiste em subir na pia da cozinha e na geladeira. Conforme o gatil que nos vendeu, um modo de discipliná-la e espirar aguá quando ele fizer algo que não gostamos. Mas só usamos isto qdo é realmente necessário, pois minha gatinha gosta muito de brincar e eu a adoroooooooooo.

Tiago disse...

Parabéns pelo post, rico em detalhes e imagens.
Quanto ao desbotamento das cores, isso ocorre com mais freqüência quando se cruza dois gatos laranja!

Skênê disse...

muito bom post :D

Sou eu mesmo... disse...

Boa noite amigos...
Após 3 persas e 1 siamesa quero adquirir um mais um, desta vez um Bengal. Mas gostaria de saber algum Gatil de boa qualidade e procedência. Alguma indicação???
Obrigado amigos...

Unknown disse...

Incrível! Melhor blog que já vi no Brasil sobre Bengal! Muito obrigada pelas informações e continue com seu blog que é excelente

Anônimo disse...

Gostaria de saber se diante da dominância da raça, dá muita briga e confusão entre dois bengals na mesma casa (sexo oposto - castrados)? Melhor ter um só ou dois?

Jaiara Martins Aguiar disse...

Olá! Tenho uma gatinha que encontrei na rua e acho o pelo dela muito diferente! rs Pesquisando aqui, percebi algumas semelhanças com a raça Bengal Silver. Como posso saber se ela é ou não de raça? Se eu enviar uma foto dela, vc poderia me dizer?? Abços

Postar um comentário

Olá!
Estamos muito gratos por receber seu comentário aqui no Tudo Gato!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...