Kit "Um Gato de Rua Chamado Bob"





Lembram de quando eu fiz a resenha de "Um Gato de Rua Chamado Bob" por aqui? Agora a Editora Novo Conceito disponibilizou um kit do livro para um dos leitores do TG! 



O Kit é composto pelo livro + marcador + cachecol (a gatinha da foto não está incluída, rs).

Para concorrer ao kit é necessário deixar aqui nos comentários uma frase com até 200 caracteres contando como o seu(s) gatinho(s) mudou a sua vida. 

Você pode deixar este comentário até dia 29/08/2013.

A equipe do TG escolherá a frase mais criativa e esta pessoa ganhará o kit do livro.


Não deixe de participar e ter a chance de se emocionar com o gatinho Bob!


BOA SORTE!







Laura
@GatosBiblioteca



111 comentarios:

Reynaldo N Kajita disse...

Bem vamos lá...Como um gato mudou minha vida...

Bem minha historia de como uma gatinha mudou minha vida é pequena, mas linda.

Eu ainda era pequeno e não sabia como um gato podia ser tão amigo da gente, e tão menos que a gente pode ama los tão bem, como se ama um cão, eu sofro desde de pequeno, com falta de coordenação motora leve, uma condição que me faz tremer como se tivesse nervoso, minha mãe sempre me apoio e me "empurrou" para frente caso contrario seria muito deprimido, bem a gatinha em questão se chamava Tieta, um srd amarelinha ( não, não é brincadeira, ela era amarelinha, como Bob)que meus pais adotaram numa ferinha aqui da minha cidade ( feria da Barganha como era conhecida), na época não conhecia nada de gatos, e muito menos de como cuidar deles, essa gatinha com o tempo, foi se tornando uma gatinha, das mais caseiras, nunca saiu de casa, mesmo sem castra la ( na epoca não sabiamos dessa importancia), até hoje não compreendo o apego dela por mim, pois toda vez que ficava doente, ela vinha e dormia comigo, como se quissese cuidar de mim, ou ser uma companhia, aprendi com ela o verdadeiro sentido de ser amigo, e apartir desse encontro, fiquei mais aberto e amigo das pessoas....uma mudança muito maior aconteceu com o advento do Orkut no Brasil, qdo pensava que somente eu curtia gatos, criei um perfil e logo, curioso, fui procurar algo sobre os gatos e encontrei legiões de pessoas amantes de gatos, alguns até com o perfil do bichano se interagindo como se fossem pessoas normais....minha mudança de comportamento, ou de personalidade, se deu por essa gatinha, meu leque de amizades cresceu por ela......pois no momento em que ela me ensinou que eu podia ser feliz, do jeito que sou, ela me ajudou em muito, pois da curiosidade de saber mais sobre gatos, criei amizades inimagináveis, algumas sumidas, mas outras no "tamo junto" diário. A uma gatinha devo tudo isso.

Érika Gibaja disse...

Minha gata mudou minha vida porque fuzzzzzz trrrrrrrr meow meow hggyrrffgVtrfChyvftUhgfth SAI DE CIMA DO TECLADO, OLIVIA!

Reynaldo N Kajita disse...

ai ai, acho que serei desqualificado... :D contei uma historia e não uma frase rs

FLORESBIGA disse...

Quando eu achava que a minha vida não tinha sentido uma mãe gata pariu seus filhotes no meu quintal, ela morreu atropelada e três lindos gatinhos que iriam morrer de fome. Cuidei, alimentei e voltei a amar!Qual vida foi salva mesmo? :)

Claudia Rezende disse...

Por causa do amor incondicional que temos umas pelas outras (eu e minhas gatas) a ideia de me alimentar de outros animais se tornou insuportável, por causa delas virei vegetariana!

Reynaldo N Kajita disse...

Quando eu era pequeno, vivia deprimido e não tinha amigos, tudo mudou muito quando na minha vida surgiu Tieta, que me ajudou a conseguir muitos amigos , pela curiosidade sobre os gatos, consegui muitos amigos e vi que não era o único.

suzane disse...

Graças ao meu gato Juninho que hoje minha vida está totalmente transformada. Sou voluntária em uma ong e estou no curso de veterinária pois através dele minha vida tomou um rumo impressionante!

Barbara disse...

Meu gato não mudou só a minha vida, mas a da minha família! Desde pequena queria levar um gato para casa e minha mãe fala: Sem gatos em casa, ninguém gosta deles.
Um dia adotei um frajola e levei pra casa, e o que aconteceu? Minha mãe se apaixonou por ele, pelo carinho que ele nós dá e pelas palhaçadas que ele faz. Resultado? Depois de 2 anos, somos em 4 pessoas, 3 gatos (todos adotados da rua) e uma cachorra linda!! Finalmente somos uma família completa.

Kristal disse...

Eu tenho uma gata siamesa, chama Lucy, ela é a coisa mais linda do meu mundo, rs. Mas o primeiro gato que mudou minha vida, não foi ela. Eu tinha um gato, quando eu era bem novinha, que ele foi jogado na rua porque era muito arisco, e minha mãe (que ama gato), pegou ele e adotamos. Todo mundo em casa não conseguia cuidar dele, nao deixa ninguem chegar perto. Eu era a unica, sei la porque, que conseguia. Eu tinha uns 6 a 7 anos. Então, ele sempre dormia comigo e tudo. Eu me sentia muito bem ao lado dele. Quando ele morreu, eu já tinha uns 12 anos, e foi a pior coisa do mundo pra mim. Quando a gente perde um gato é como se perder-se alguem da familia. Eu tinha me apegado tanto a ele, que tinha um cobertor que ele gostava de dormir, que eu tenho ele até hoje, guardado. kkk
A minha siamesa agora é o meu tesouro, ela pode ser bem anti social, mas ela tem uma mania de quando eu tou chorando, vem deitar ao meu lado, puxando o meu braço perto dela.
Esses dois tem um significado na minha vida muito forte.

Zelia Mariah disse...

Amor de gato não tem preço: é doado com ronrons, cheiradinhas e lambidas que não me deixam ficar triste, não é mesmo Bruce, Shanti e Dora? Amo vocês!

Flora Dias disse...

Eu não gostava de gatos, até que apareceu uma filhotinha de gato pretinha e com a patinha machucada no quintal de casa. Fiquei com ela e tive mais 7 gatos depois. Eu aprendi a amá-los e descobri um carinho felino que eu não sabia que existia. Me tornei mais sensitiva e sensível depois que os gatitos entravam na minha vida ;]

Silvia Câmara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Clara disse...

Olá a minha Nyna mudou minha vida porque estou com os filhos crescidos e meu marido viaja, passo grande parte de minha vida sozinha (os filhos chegam depois da 19.30 em casa e cada filho tem seu celular que entra na internet, bate papo etc...)estava desiludida, sem metas... um dia meu marido trouxe p casa uma gatinha que havia s escondido no carro dele e ele ia por ela na rua... eu disse deixa que eu cuido e seco ela( pois tinha fugido da chuva) E agora minha companheira inseparável que tira a tesoura de minha mão pra chamar atenção toma todo meu tempo . graças a Deus!1

Silvia Câmara disse...

Minha filha perdeu a avó e ficou emocionalmente abalada. Um dia, Deus colocou um anjinho em seu caminho, num dia de chuva. A gata Yoko se tornou sua proteção e é sua companheira há sete anos.

Kely Brumatti disse...

"Sabia que a estrada adiante não seria suave. Tínhamos certeza de que enfrentaríamos nossos problemas aqui e ali — ainda estava trabalhando nas ruas de Londres, afinal de contas. Isso nunca seria fácil. Mas, enquanto estivéssemos juntos, tinha a sensação de que tudo ficaria bem.Todo mundo precisa de um tempo, todo mundo merece uma segunda chance. Bob e eu agarramos a nossa..."

Ivone disse...

Observando meu gato Téo, entendi quem é o ser mais importante do mundo para mim: eu mesma. E olha, isso melhorou muito minha autoestima.

Unknown disse...

A minha gata Mocinha nasceu em meu quintal, junto com mais 4 irmãos que foram doados e mudou completamente minha vida...minha casa vive de cabeça pra baixo, ela quebra tudo, minhas cortinas estão rendadas e meu sofá sempre cheio de pelos, mas o amor transborda quando ela se aconchega ronronando no meu colo...

Iony Berto disse...

Meu cão morreu e triste me deixou.Foi qndo o Tick apareceu e a alegria me devolveu.Com ele aprendi muito-de carinhos diferentes à ronronar,ñ resisti ao seus encantos e descobri uma nova forma de amar.

Bianca Valentim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Meu primeiro gato foi o Sabido nós achamos ele na rua e ele não estava bem aí começamos a cuidar dele e ele ficou com saúde, mas ele mudou minha vida porque eu sempre quis ter um gato e quando ele chegou as coisas aqui em casa não estavam bem eram muitas brigas,aí começamos a parar de brigar e isso nos ajudou muito. Meu segundo gato foi o Marley ele foi-se cedo mas ele fez com que meu pai percebesse como é importante ter um animal. Meu gato atual é o Mingau ele e muito querido e assim meu pai ficou mais feliz,minha mãe também e principalmente eu porque ele sempre ajuda a gente!!

Bianca Valentim disse...

Meus 4 anjinhos mudaram minha vida, pois a cada dia eu descubro de verdade o que é amar.E a cada dia eu descubro também, o que é nunca estar sozinha.
É impressionante como uma casa com gatos nunca é triste.Posso chegar da rua super irritada, mais só de olha para a carinha deles eu esqueço toda a minha irritação e corro a brincar e dar carinho para os meus bebês.

Ivone disse...

Eu era uma pessoa com baixa autoestima e nenhum remédio contra depressão surtia efeito, então tal como o gato Téo, aprendi a gostar de mim mesma e isso mudou minha vida.

anatuca disse...

Meus gatos mudaram minha vida porque me ensinaram algo difícil de expressar em palavras. Eles me mostraram o que é ser feliz; o que é sorrir por pequenas coisas; o que é brincar sem se machucar; que se pode pular bem alto, porém, deve se calcular a queda; que devemos nos arriscar quando é preciso (afinal se tem 7 vidas); que dormir é um ritual; que o lar é um refugio que deve ser aproveitado; me ensinaram ser seletiva, principalmente com quem me relaciono; me ensinaram que ser mãe é também deixar o filhote se desprender; que preciso lidar com as minhas emoções, muitas vezes ficando quietinha. Mas o principal que eles me ensinam todos os dias é o significado do amor, o que é amar. Por tudo isso, eles mudaram minha vida.

Anônimo disse...

Pantufa mudou minha vida porque me fez ver que as vezes precisamos só DE UMA CHANCE PRA VIVER. Cuidei de suas patinhas machucadas(provavelmente devido a um atropelamento) todos os dias como estudante de veterinária e mesmo sem poder andar ela miava e roçava em mim com gratidão agradecendo por dar uma chance de vida a ela. Atualmente , mesmo sem apoiar as patinhas traseiras corre pela casa fugindo da sua "irmã" Mya , sobe beliches.. me mostra o que é viver TODOS OS DIAS! :D
Elizandra Franco

Grace Kelly dos Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kazinha disse...

Meus gatos mudaram minha vida desde o dia em que apareceram na minha vida, quando passei por divorcio, eles que ficavam do meu lado, enfim, nao vivo sem eles!!!

Julia Bertoglio disse...

Meus gatos mudaram a coisa que eu considero a mais importante: a rotina. A alegria de chegar em casa e ter diversão em todas as tarefas diárias com a presença deles... Na verdade uma vida sem gatos não faz o mínimo sentido pra mim!

Isa Biondo disse...

Cresci ouvindo que gatos não eram... como posso dizer? "Seres não confiáveis para termos por perto" , de longe eu os apreciava, mas sempre com aquela sombra a vir a minha mente... Por este motivo sempre tive cachorros em casa...
Um dia... apareceu em meu quintal um "sersinho" me olhando com grandes olhos arregalados e sem emitir um miadinho que fosse...pelo seu olhar notei que tinha fome, dei-lhe um pouquinho de comida, comeu e se foi... daquele dia em diante aparecia sempre ao entardecer e ficava a me fitar...passaram algumas semanas e a fofinha começou a entrar em minha casa, veio se chegando, subiu no nosso colo...e foi ficando..já faz quase 2 anos e neste momento tá dormindo na minha cama!!!
nunca imaginei que fosse ficar tão feliz em ter um "sersinho" deste comigo... me fez ver o quão é fiel e amoroso, divertido e muito gostoso!!!
Descobri que sua dona havia falecido e a familia desocupou a casa e deixou os gatos por lá. Essa escolheu minha casa...

Grace Kelly dos Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Grace Kelly dos Santos disse...

A Malu mudou minha vida, pelo simples fato de saber, que o mundo pode cair a minha volta, mas chegando em casa, sei que ela está lá para me amparar e mostrar que vida sempre vale a pena!

Elaine Cruz disse...

Tenho um amigo chamado Epaminondas,já faz doze anos que nos conhecemos. Meu amigo mais sincero, tanto nas lágrimas e nas alegrias. Quando perdi minha Avó ele foi o primeiro a me consolar, ele também me ajudou a escolher o marido, já que foi o único namorado meu que ele se aproximou e fez amizade.E agora ele aquece os pés do meu filho de 1 ano e 8 meses a noite. E enquanto escrevo estas palavras ele está comigo em meu colo.Querem ter uma amizade como a minha: Adotem um gato!!!

Oi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bruna disse...

Novelos de linha não eram engraçados. Caixas de papelão não pareciam tão confortáveis. Lugares pequenos e distorcidos não pareciam um bom lugar para passar a tarde. Depois da Mily, meu mundo virou de pernas pro ar. Todas as pequenas coisas agora parecem fazer sentido, inclusive um ronronado discreto, que agora é uma declaração de amor.

Anônimo disse...

BOA TARDE COMECO COM A MINHA PRIMEIRA AGTINHA KIKI, QUEM E APRESENTOU O MUNDO MAGICO DOS GATOS FOI MEU EX BENDITO SEJA MEU EX... SRRS COMO SEMPRE AS PESSOAS NAO IAM MUITO COM GATOS INCLUSIVE EUZINHA AQUI. AFF COMO EU ERA IDIOTA!!!!! MAS ENFIM DESDE A MINHA PRIMEIRA GATINHA ESSE ANO TA AFZENDO 11 ANOS QUE SOU COMPLETAMENTE APAIXONADA POR ESSES SERES Q SO FALTA FALAR PORQUE O RESTO... ELES FAZEM DE TD.EELS INFELIZMENTE AS MINHA DELCIAS FORAM MORAR NO CEU A KIKI E A MAMUSKINHA.. AS PRIMEIRAS DEPOIS VIERAM O RIKINHO BIBI E AGORA TO COM A BEBEL E A PITUXINHA. ESSES SERES MUDARAM A MINHA VIDA PRA MUITO MELHOR . NAO TENHO NEM COMO DESCREVER AQUI PRA VCS O QUANTO EU MUDEI E PRA MELHOR DEPOIS DE TE-LOS. SO SEI DIZER UMA COISA: EU AMO AMO AMO AMO MIL VEZES AMO OS GATOS DO MUNDO INTEIRO E PRINCIPALMENTE EU AMO AS MINHAS DELICIAS. ME TORNEI UMA PESSOA LIVRE DE QUALQUER PRECONCEITO. SO EM ELES FAZEREM MEUS DIAS MAIS FELIZES ISOS JA FOI A MUDANCA NA MINHA VIDA. VIVA TODOS SO ANIMAIS DO MUNDO. MAIS AINDA O FELINOS DO MEU CORACAO. OBS: AGORA TO ESCREVENDO E AS DUAS ESTAO AO MEU LADO. AUNNNN LAMBEIJOS.

Marilis Metzenthin disse...

Minha WOOPY mudou minha mãe! Minha mãe perdeu a visão e vivia num sofá na sala, a gatinha woopy foi encontrada no lixo perto aqui de casa e pegamos só para trata-la e logo após íamos dar embora, mas... Ela subia no sofá e ia buscar abrigo ao lado da minha mãe, sem enchergar apalpava e reconhecia um pequeno ser peludo e magrelo...Orelhinhas, um rabinho...Assim, o amor aconteceu! Viveram muito anos juntas naquele sofá! (Minha mãe nunca gostou de bichos) Mas apaixonou-se pela woopy se ver, cegamente!<3

MARCELO COCKIZ disse...

Bom eles mudaram minha vida,quando encontrei um na rua ,era bem pequeno, levei o para casa,então comecei a observar como somos parecidos, hoje tenho 17 todos que achei pelas ruas da minha cidade,as pessoas geralmente não se importam com nada nem ninguém e nem com elas mesmas por isso são tão cruéis.

Camila Ferreira disse...

A gata que mudou minha vida se chamava Mimi, ela era minha velhinha, minha pequena guerreira, passamos por muitas coisas juntas, doenças, tristezas, alegrias e brincadeiras,este ano ela se mudou para o céu aos seus 17 aninhos, levou com ela um pedacinho de mim, mas deixou as historias e lembranças que guardo no coração, e também um punhadinho de pelo que guardo com carinho em uma caixinha la no fundinho do meu guarda roupa,e toda vez que sinto muita saudades pego a caixinha e deixo do meu lado, mas falo com minha mimi por sonhos e orações. AMOR INFINITO E ETERNO.

Marilis Metzenthin disse...

A WOOPY mudou minha mãe! Minha mãe perdeu a visão, e vivia num sofá, a gatinha veio do lixo! Era só por uns dias, mas... Minha mãe, sem enchergar apalpava e reconhecia o ser peludo,magrelo,orelhinhas,rabinho...O amor aconteceu! Viveram muito anos juntas naquele sofá! (Minha mãe nunca gostou de bichos) Apaixonou-se sem ver, cegamente!

Manuela Farias disse...

Quem resiste a uma gatinha linda pedindo colo? Foi assim que encontrei Amora! Ela já se apresentou pulando no meu colo como quem diz: “Vim pra cuidar de você!“ Sentir-me útil e amada mudou minha vida!

Peter disse...

Os gatos me ensinaram a ser uma pessoa que respeita toda e qualquer forma de vida, influenciando até mesmo na escolha da minha carreira profissional.Me mostraram que o amor pode ser demonstrado de varias formas e que o carinho, o silencio e um bom abraço são ótimos remédios contra a tristeza.

Liliane disse...

Minha gatinha mudou minha vida porque graças a ela eu parei de ser pessimista e resolvi dar uma chance a minha própria vida. :)

Alva Gonçalves disse...

Não foi só uma gato que mudou minha vida, foram 3. Uma gata de pelo rajado, Mimita, que chegou quando eu era criança e ensinou-me a ser independente, amar e respeitar os animais. Depois vieram Léo e Lilica, que me ensinaram a ter amor de mãe.

Rosa Maria da Costa disse...

Zucke foi adotado via Facebook no meu aniversário. Eu andava muito triste e beirava à depressão. Muito alegre e companheiro, é meu filho querido! Com ele, a mudança foi exalar amor e não mais dor!

liliam bravo disse...

Meu namorado me deixou depois de 6 anos de relacionamento. Minha casa era apenas pra pegar roupas e dormir durante a semana. Na sexta a noitinha ele me buscava e eu só ia embora na segunda pela manhã direto pro trabalho. Sem ele, aquela casa era o lugar mais triste do mundo, eu não tinha o costume de estar tanto tempo ali. Depois de um mês adotei uma gata, a Mariola e em seguida um filhote, o Noah. Graças a eles minha casa se tornou aconchegante e divertida. Agora, conto todos os dias os minutos pra chegar em casa e matar saudades dos meus bebês, enquanto a dor da separação vai se dissipando aos poucos.

Ana Luisa disse...

Minha gatinha era uma "sem teto" que estava dando um trabalhão na casa da minha colega de trabalho. Eu que já tinha dois cachorros e um gato em casa, sugeri que ela capturasse a gata e levasse pra empresa que eu cuidaria dela lá, qualquer coisa seria melhor do que ela solta nesse mundo. Comecei a cuidar dela com ração, dormia pela empresa, sem “frescura”. Ela me amou desde o primeiro dia e não sai do meu colo, das minhas costas e da minha mesa,rs. Bom, ai descobri que ela era especial, nenhuma ração fazia bem para ela. Fiquei desesperada sem saber como alimenta-la!Ela não consegue processar algum componente e por isso não conseguia engordar e com a desnutrição, nem tinha cio. Ai que o amor muda toda a nossa vida,depois de muita luta descobri o que conseguia ficar no estomago dela...eu, uma vegetariana, entro em açougues, escolho e compro carne para ela, preparo os saquinhos diários, descongelo e misturo com vegetais. E ela mora na minha casa agora!O trabalho é recompensado com as ronronadas. A lição é que o amor nos tira do lugar comum.

Ivone Soares disse...

Eu não sabia dizer "não" e me reprimia só para agradar a todos. Mas o estilo de vida do meu gato me mostrou como agir e agora minha vida mudou.

Anônimo disse...

Minha Brida chegou de mansinho na minha vida e sequestrou o meu coração. nossa relação é de respeito e cumplicidade. Ela encheu a minha vida de amor e alegria.

Ivone Soares disse...

Desde que meu namoro acabou, o amor próprio desmoronou, mas graças ao Téo que foi meu professor eu compreendi que a gente tem que se amar sempre, e em primeiro lugar!

Maria Joao disse...

Quando meu marido veio a falecer, a três anos e cinco meses atrás, duas das minhas três gatinhas um mês após do nada veio a falecer no mês seguinte outra, fiquei somente com a Shira.Mas um dia estava no ponto de ônibus e vi um filhotinho de gatinho fazendo as maiores posses na porta de uma frutaria e ninguém dava bola pra ela.Virei as costa e pensei se ficar olhando vou adotar, não quero mais sofrer mas não deu era tanto charme fui lá e a peguei, a KITY(claro peguei mas três de pois )Ela é super carinhosa charmosa e preencheu meus dias de sofrimento por tantas perdas em minha vida naquele ano.A minha KITY tem olhos de esmeraldas.Voz doce, minha linda KITY de olhos cor de esmeraldas minha joinha.Pelinhos macios, e o melhor muito mas muiito feliz e me faz mais ainda. Cimoneia Amaro

Aniele Somogyi disse...

Tenho cinco gatinhos e cada um me ajudou de uma forma. A Clara chegou num momento e que eu havia perdido outra gatinha e ela preencheu todo meu coração. Meses depois veio a Molly, achamos ela com o olhinho todo dodói, nessa fase eu e meu marido não estavamos bem e ela nos aproximou mais, pois ficou muito próxima da Clara. Um ano se passa e aparece um gatinho lindo na minha porta, me apaixonei e ele foi o Juba. Semanas depois no motor do carro eis que surgiu a Lily, ela teve filhotes e nós ficamos com a Nina...Todos são nossa paixão e não sei o que faria sem eles! <3

Isabella Gomes Trindade Devides disse...

Porque sem ele não conseguiria viver, moro longe da minha família e ele me dá toda força e amor necessários para transpor as dificuldades da vida.

Anônimo disse...

Ele veio trazer o sol para meus dias tristes de solidão, não sei viver sem o toque das suas patinhas, o ronronar que expressa gratidão e o olhar que traduz amor, numa linguagem que só nós entendemos!
Sueli Folador
suelifolador@htmail.com

Julia Bertoglio disse...

(melhoria dos caracteres, até 200)::::

Eles mudaram a coisa que eu considero a + importante: a rotina.A alegria de chegar em casa e ter diversão em todas as tarefas com a presença deles!Uma vida sem gatos não faz o mínimo sentido pra mim!

Lara Moura dos Santos disse...

Sofia, a gata que me ensinou a assistir parto (quando ela dava cria) e ver como é linda a maternidade animal. Também me fez ver que estava no caminho certo para minha futura profissão de bióloga.

Lara Moura dos Santos disse...

Sofia, a gata que me ensinou que a maternidade felina é tão linda quanto a de qualquer mãe humana.

** Considerar esse comentário.

Lorena Mendes disse...

Minha gata mudou minha vida ao me ensinar a importância de deixar quem amamos com palavras de carinho, quando, após me lamber e ouvir dizer o quanto a amava, "adormeceu", me deixando imensa saudade.

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata C_Silva disse...

Fazer um carinho e escutar seu ronronar, ver o brilho em seus olhos ao me ver chegar, são coisas que motivam a minha vida e desde que a Bebê apareceu, sonhar é acreditar que os dias podem mudar.

Patricia Gonçalves disse...

Na infância tive um gatinho, o Chaninho. Ele era levado, dormia dentro do edredon no armário e abria a porta p/ entrar...eu morava em casa e ele vivia a vida livre, mas nem todos gostavam da liberdade dele...um dia a noite chamei e ele não voltou(minha mãe sempre chamava ele esfregando duas facas como se tivesse amolando e ele vinha correndo). Na manhã seguinte ele também não veio, mas sim a triste notícia que ele tinha sido envenenado...chorei muitos dias desconsolada. Ele é meu frajolinha até hoje...A vida toda amei os felinos, mas a correria me fazia sempre adiar o projeto de ter um novo gatinho.No começo deste ano após uma experiência de quase morte, sobrevivi e saí de lá certa que deveria fazer tudo que sempre deixei de lado. A primeira coisa que fiz foi adotar meus dois meninos. Hoje somos uma família feliz! Amo meus filhos gatos eles mudaram minha vida e a forma de encarar as coisas!Lucky e Caco meus amores forever!

Unknown disse...

No ano de 2005 eu me encontrava em crises muito fortes de depressão com varias internações em clinicas médicas psiquiátricas, ate que um dia de folga em casa apareceu uma gatinha com 5 filhotes no forro da minha cs. E ela sumiu com todos mas por incrivel que parece um deles voltou e ficou no meu quintal e eu comecei a cuidar com ração e agua cada vez que vinha pra cs e meu marido durante a semana. Até que peguei ele e coloquei pra dentro qdo tive alta e essa foi a ultima internação....comecei a me dedicar e com o tempo nao tive mais crises e hj estou totalmente curada e com 7 gatinhos pra pree!ncher minha vida de infinitas alegrias

Adriana Mello disse...

Meu filho é minha razão de viver e por ele faço tudo. No ano me passado me separei e mesmo decidida não é um processo fácil várias questões envolvidas e por ele e graças a ele, eu consegui superar meu medo de escuro e de ficar sozinha com medo dele ir para a rua na casa dos meus pais morei sozinha e ele foi meu apoio minha força e qdo eu chorava ele levantava minha cabeça, me acordava com carinho e beijinhos e quando eu chegava estava me esperando para pega lo no colo e ai ganho um abraço e contudo hoje estou feliz depois de tanta superação ele é meu calmante e minha alegria de voltar para casa o amo demais, seu nome Fofinho que nem ele rsrs

Dani Faber disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patricia Itap disse...

o Ron mudou minhas vida, priorizando suas necessidades acima de tudo. Eh o primeiro que vejo ao acordar, e o ultimo ao dormir. Pois ele exige isso. Eh quem entende apenas com um olhar o dia cansativo que temos e nos distrai com suas brincadeiras de agarrar um par de pernas. Sem contar os diálogos:
"Oii minha vida...Como foi seu dia?"
"Miauuuu"
"sentiu saudades de mim?"
"Miauuuu"
"eu também!!!"
Impossível não se apaixonar por esse bichano de 4 patas.

Júh Costa disse...

Turmalina chegou em minha vida por acaso, qdo eu eu já havia decidido não ter mais animais de estimação, após nossa cadela morrer com 12 anos. Então a encontrei perdida, aos 2 meses, no galpão da empresa em que eu trabalhava. Trouxe alegria pra minha casa e luz pra minha vida em um momento de dor.

Aline P. disse...

Alanis, Samanta, Frajola e Preto. Bichanos que me mostraram que o amor não escolhe espécie. Ensinaram-me,com a fragilidade de suas curtas vidas, sobre respeito, gratidão e carinho. O ronronar de vocês já me alegra o dia:)

D. disse...

Eu nunca mais vi uma noite de chuva do mesmo jeito. Chovia bastante quando eu encontrei o gatinho pequeno. Miava alto, se jogou nos meus pés, mudou tudo. Agora durmo com um "cachecol", acordo a noite com um "amassa pãozinho" na barriga, pelas manhas tenho uma sinfonia de miados e uma correria louca pela casa. Descubro ratinhos de brinquedo dentro da bolsa. E sorrio feliz com o "ron ron" que escuto quando chego em casa.

Ademir Gabardo disse...

Meu gato me ensinou que as vezes para o dia ser feliz basta sentar ao lado de quem a gente ama em frente à janela, assistir a garoa cair e dar um abraço apertado. Daqueles em que você não precisa falar nada, só encostar a cabeça em quem você ama, olhar nos olhos e tudo fica subentendido na simplicidade verdadeira do olhar.

Bi. disse...

Bem, Minha gatinha mudou minha vida porque eu a encontrei na beira da rua, ela estava com medo e frio, foi ai que eu a olhei e ela me olhou e foi amor a primeira vista, resolvi a adotar , hoje somos muito muito felizes juntas.
"Minha gatinha mudou a minha vida, porque hoje nós nos fazemos felizes, sei que eu tenho todo o carinho dela e ela o meu." (:

Vanessa Dionello disse...

Lisa veio de mansinho. Leite num dia, cochilo no outro, filhotes de repente... Hoje é só soneca e comida, mas sem perder o olhar de carinho.

Carolyne Melo disse...

Conheci minha gata Saphira quando passava por um período de depressão. Ela me ajudou a sair dessa me ensinando a amar mais, cuidar com o que me cerca e delimitar a influência dos outros na minha vida.

Cindy Lohana disse...

Depois de conhecer o Veludinho, meu siamês, virou Tudo Gato! Com ronronares noturnos, beijinhos no nariz e miadinhos manhosos, ele elevou meu amor por felinos em dedicação, companhia e respeito mútuo.

Gabriela Araújo de Assis disse...

Bom vamos lá... Como Meus Gatinhos Mudaram Minha Vida... Começou assim, eu tinha uma gata chamada Minhaulin. Sim, é um nome estranho,mas esse nome pra mim é lindo! Foi em homenagem a o meu gato Minhauli , que vovó achou na frente de casa, Ele era um gato muito especial! Mas um dia ele sumiu ou roubaram-o de mim! . Bom vamos prosseguir com a Minhaulin ... Nós faz tempo não adotávamos um gato foi ai que surgiu a idéia ! Vamos adotar um gato! Quando cheguei do colégio meu Papai disse: -Adotamos um gato! . Eu fiquei super feliz! Fomos á casa de raçoes compramos 2 potinhos ,ração , Wiskas sachê e uma coleira colorida. Cheguei em casa a gatinha estava em baixo de uma geladeira velha que estava nos fundos. Fui busca-la , mas quando tentei pega-la ... MEOW! Meu primeiro arranhão! kkkk deixei quieta essa idéia ! Depois meu Pai que colocou a coleira nela. Ela foi se acostumando e eu á amando.O tempo passou... E um dia minha mãe estava andando de carro na chuva no frio! E achou uma caixa de papelão com 6 gatos dentro! Mamãe Siamesa 2 Filhotes de siames (femea e macho Yuri e Maçã), mistiço vira-lata (nao sei!). E 2 Filhotes vira latas lindas(Serena e Pérola Negra)! Minha mãe levou todos ! Cheguei da escola muito feliz! Mas a outra ficou com ciumes! O.o E por isso ficava só no jardim! Certo dia fomos viajar, era final de ano! Não, não deixei eles sozinhos, levei uma siamesa filhote para a minha Tia e levei os outros na chácara de uma amiga que ama gatinhos também! (inclusive a Minhaulin)Voltei da viagem ,fui buscar os filhotes e a Minhaulin não estava lá!:( Tinha sumido!:o Chorei muito, mas aguentei e fiquei mesmo só com os filhotes...Passou um mês e minha vó morreu! Veio 1 casal amigo do meu tio no enterro e levou a Mamãe Siamesa(Mia Scarlet) e a filhote vira lata (Serena).Enfim fiquei só com 2 filhotes : Yuri siames e Pérola Negra vira-lata.Depois de 2 semanas minha tia adotou 2 gatinhos em Campinas, e me deu uma linda tricolor! Dei o nome de Lelly! E logo pensei... Agora tenho 3 Pestinhas na minha vida!Oque que eu vou fazer! Sabe oque fiz? Amei todos! Cada um de um jeitinho!Hoje fazem parte da minha vida! Quando chego da escola não vejo a hora de encontra-los! Bom... Essa é história da minha vida renovada por eles! .................FIM!................. Gabriela

Jéssica Ariadine disse...

Bem, eu não gostava de gatos pois sempre ouvia das pessoas como eles eram, até conhecer a gatinha que meu marido tinha,fui percebendo como a família tinha amor por ela, enfim nos casamos e com um ano de casada ficava muito sozinha e a depressão começou a tomar conta, então decidi ter uma companhia adotei um gatinho que se chama Riruke que esse mês completa 2 aninhos, amor a primeira vista, ele me deu vida, me ensinou a amar mais a ajudar mais a ver a vida de uma forma diferente, não me mais sinto sozinha, ainda mais hoje que já tenho mais um gatinho que se chama Jake, são realmente meus filhos, os amores da minha vida faço o que for por eles, são minha vida!Pretendo ter mais gatos pois eles me ensinaram a dar valor a vida!!!

Soraya Sato disse...

Mika deu início a minha paixão por gatos, veio em uma noite fria e chuvosa, em casa ninguém a quis, afinal nunca foram fãs de gatos, porém ela virou xodó e hoje somos em 5 humanos e 80 gatos, sim 80!

Soraya Sato disse...

Tudo Gato é o que resume a minha casa. Acreditem, somos 5 pessoas para 80 gatos. Eu e minha família mudamos, e muito, depois da vinda dos felinos. Obstáculos e alegrias, mudanças de dentro para fora.

d'Scafundó pru Mundu! disse...

Trapinho mudou minha vida por seu comportamento. Mestiço angorá, tornou-se pai de um pastor alemão de um mês. Renunciou às escapadas noturnas para passar a noite junto a choroso King! Este, mesmo depois de adulto, apreciava a companhia de seu pai felino, desesperando-se por não poder subir no telhado. Creio que King nunca se imaginou cachorro...

Cíntia Figueiredo disse...

Quando minha primeira gatinha, Arthurzinha, chegou na minha casa, entendi que meu amor por animais era bem maior do que eu poderia imaginar. De repente, me vi fazendo compra na pet shop, e não no shopping... depois, veio a Brigithe, com seus olhinhos azuis e seu carinho despretensioso... achei que eu as amava tanto que não haveria mais espaço no meu coração pra mais nenhum gatinho. Então, conheci minha Gigi. Órfã, bebê, tão pequenininha... e depois de 2 meses dando mamadeira nas madrugadas pra Gigi, descobri que no coração de uma mãe gateira, sempre cabe mais um gatinho!

entrelinhasms disse...

Mimidin, mudou nossa vida em 2011, com pouco mais de um ano, uma gatinha da praia nos adotou como donos, numa época de dificuldades ela foi a nossa alegria. Nos dias frios nos esquentava com seu carinho, nos dias tristes nos trazia presentes, como sapos e ratos (eram noites divertidas). O que sei é que nossa felicidade diária é poder conviver em sua companhia, é querer chegar em casa logo, para lhe apertar amassar, beijar... enfim, Mimidin, mudou nossa vida com seu amor!

Ale... disse...

Minha gata Luna,cega dos dois olhos,me ensinou que apesar de todas as dificuldades devemos seguir em frente,nunca desisti independente do obstáculo-mesmo que o obstáculo seja subir em cima de uma mesa

Isaura Cardoso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vera disse...

Vou logo ao assunto em pauta...rsss,

Dos cinco gatinhos que deixaram num terreno baldio perto da minha casa, sobrou a Aninha, ninguém queria porque era pretinha, e para ajudar com pulgas e sarnenta, meu marido que odeia gatos foi logo dizendo que não queria saber daquele "bicho preto", mas com o meu chororê e de minha filha a bichana foi ficando, e a sarna também, não tinha remédio que desse jeito, aí o maridão (que odeia gatos), chamou uma veterinária que cuidou e sarou a Aninha, que hoje está a coisa mais linda do mundo, e o marido olha para ela com uma cara de carinho que só vendo para crer!

Isaura Cardoso disse...

Chambinho salvou a vida da minha avó, que mora comigo, da depressão! Uma noite fria quando eu chegava em casa o encontrei miando para o meu portão. Coloquei pra dentro e ela nunca mais deixou sair!

Dani Vilela disse...

Minha gata Lili mudou minha vida quando ela perdeu a própria vida ao ser atropelada. Logo meu pai me deu outra pra tentar amenizar a dor e então eu descobri que um ser JAMAIS poderá substituir outro!

Mais uma pessoa no mundo disse...

A minha vida mudou quando à luz da lua vi a minha Gata LUNA abandonada e sozinha. Senti desde o primeiro momento que iriamos ser as melhores amigas. Mudou a minha responsabilidade, mudou a minha companhia, mudou a minha prioridade de vida. Sem a minha Luna jamais seria quem sou.

Alana disse...

Eu salvei a vida do Twix, meu gato, e ele mudou a minha. <3

NUNCA sonhei com a possibilidade de ter um gato - encontrar um gato - achar um gato na rua e levar ele pra casa, especialmente um gato como estava o Twix quando o encontrei. Sempre tive medo. O Twix foi o primeiro gato que peguei no colo, que fiz carinho, que apertei pra sempre!

Tem as fotos de como ele mudou aqui: http://www.seeufossealice.com/search?q=twix

Contei toda a história por vídeo tbm http://www.youtube.com/watch?v=hyPYVW4bc0E

valquiria disse...

Bom, minha historia com gatos começa há muito tempo atrás quando ainda era criança, uma gatinha que ganhei e dela se multiplicaram em muitos e ai convivi minha infância toda aprendendo com os animais a me tornar mais humana e acreditar na fidelidade dos felinos...

DARLYANE disse...

O Nick apareceu na minha vida 5 meses antes de perder meu irmão. Ele estava na rua e seria sacrificado. Chegou assustado e pouco a pouco foi se rendendo. Após a morte do meu irmão, ele passou a ser meu porto seguro, minha companhia. Era com ele que eu chorava e me sentia amparada, já que meus pais estava imersos na pior dor que um pai e uma mãe podem sentir. Ele mudou a minha vida quando me ajudou a superar o momento de dor. Foram 8 anos de muito amor e cumplicidade, mas infelizmente, meu Nickinho virou estrelinha. O corpinho frágil e doente não resistiu e partiu. No local onde o enterrei havia outros bichos enterrados e em uma das lápides estava escrito o nome daquele que hoje é meu fiel escudeiro, daquele que "chora" quando eu vou trabalhar, daquele que me espera todos os dias atrás da porta e daquele que mudou novamente a minha vida o "Wally". Três meses depois, chegou o Wally para preencher o meu coração sofrido em razão das perdas. Hoje, após quase 7 anos, o meu Wally é o amor dessa casa e preenche cada cantinho de forma única e encantadora. Esses dois gatinhos mudaram a minha vida. Nick e Wally.

Herick Gonçalves, o Doca! disse...

Aprendi com meu bichano, que gato não é, nunca foi, e nunca será falso! Falsos somos nós, que mentimos, traímos... Os bichanos são companheiros fiéis, e ponto!

Adriana Fabre Dias, arq. disse...

Aprendi a contemplar o espaço em que vivo, vivenciando cada momento, sem pressa, sem conflito apenas vivendo um minuto de cada vez e estando consciente e em equilíbrio com esse mundo. É isso que aprendo com meu gato a cada dia.

Ivone disse...

A história de como meu gatinho mudou minha vida poderia até virar um livro, e em resumo, posso afirmar que hoje minha atitude diante da vida é bem mais Tudo Gato!

Aline Santos disse...

Meus gatos me tiraram da depressão. Cuido deles com o maior amor do mundo, dando todo o conforto zelo para que meus gatos sejam os mais felizes e em breve, montarei um gatil para abrigar os de rua.

Anônimo disse...

Acho que nasci gato, ou talvez viesse de um tempo distante de pirâmides. O que sei é que entre pêlos e unhas, miados e ronronares, prefiro saltar alto entre arranhadores a farejar minha presa perigosíssima chamada bolinha de guizo.

marcia cristina henriqude de souza
https://www.facebook.com/psicologamarcia

tha oliveira disse...

Foi olhando nos olhos amarelos do meu gato que tomei uma grande decisão: nunca mais na minha vida comeria carne. Todos os dias ele é meu companheiro nessa empreitada de procurar sempre melhorar. (:

Márcio Alves disse...

Meu gato entrou na minha vida no lugar de outro gato! Adotei o Bento logo ao terminar com meu namorado. Foi difícil e a presença do Bento fez toda a diferença, a coisa mais certa que fiz. Hoje o Bento tem uma companheira, a Calabresa. Eu? Eu continuo apenas com os felinos...rs

Ivone disse...

Téo, meu Tudo Gato, mudou minha vida pois me fez entender que eu não tenho 7 vidas então devo amá-la com intensidade e vivê-la em busca da felicidade.

Aline disse...

Meu gatinho mudou minha vida porque, apesar de ainda não existir, só de imaginar sua presença me faz ter esperança de uma vida melhor.

Mari disse...

Meu primeiro gato deu mais sentido na minha vida, sentia que sempre faltava algo que me completasse até encontrá-lo, tudo ficou colorido, a sensação foi tão boa que hoje tenho apenas 15 filhinhos e se pudesse teria muito mais!Gato = alegria! É um amor incondicional!

Amanda Brito disse...

Minha gatinha Gengibre foi resgatada ao quase se afogar em uma caixa d'agua aos 2 meses de idade, aparecendo na minha vida de forma totalmente inesperada e me fazendo descobrir minha paixão por gatos.

Ivone disse...

Meu Gato Téo é Tudo! Ele não só mudou minha vida como também me colocou uma coleira; imaginem que eu, que nunca tive um bicho de estimação, pelo Téo tenho verdadeira adoração!

Alessandra Ferreira disse...

Sempre fui apaixonada por gatos, mas nunca pude ter,já que moro com meus avós e minha avó não gostava de gatos, em fevereiro meu avô faleceu e minha avó acabou me autorizando a pegar uma gatinha que nasceu perto de casa, arisca que só, a Mel hoje além de ser minha bebê é a companheira da vovó de todas as tardes, ela está nos ajudando muito a passar por essa fase difícil. Ela é um doce!!

Dani Faber disse...

Ao observar a Misha brincar com bolinha de papel, dois canudinhos unidos por um nó ou ronronando enquanto ganha carinho, aprendi que para ser feliz é preciso muito pouco. Desde que esse pouco seja acompanhado do amor de, pelo menos, um gato.

Vanessa Lucas Lopes disse...

Era uma vez um gato amarelo chamado Alemão, sua dona Vanessa passou num concurso público e deixou ele aos cuidados do seu marido. Mudou-se de cidade,longe do marido e do gato, adotou outro gato, o Bóris, gato de rua, mas com um carisma que a ajudou a superar a distância de casa. Hoje todos estão juntos, Vanessa, marido, Alemão e Bóris...E viveram felizes até os dias de hoje!!!

Hanike disse...

Antes, eu me sentia vazia e não tinha vontade de continuar. Não via motivos p/acordar de manhã ou voltar p/casa à noite. Mas a Marishka me fez voltar a sorrir, porque é isso que um gato faz c/você! ^^

Gabriela Rosende disse...

A chegada da minha gatinha Viki acrescentou enorme alegria e grandes mudanças em minha vida. Moro a um tempo sozinha e estava a procura de um animalzinho para compartilhar os meus dias solitários. E nunca pensei!!! Jamais!!! Adotar um animal, ainda mais uma gata! Sempre gostei de cães, pois achava que eles eram mais carinhosos que os gatos. Um grande equívoco de minha parte! Certo dia, eu e uma colega de trabalho, saímos para almoçar, avistamos uma gatinha. Tão pequenina, com um dos olhinhos vermelhos e um miado chamando a atenção de todos que passavam por ali. Minha amiga, então, olhou para mim e fez o seguinte comentário: “Porque você não a leva para sua casa? Olha que gracinha! Ela está olhando para você!" Eu na minha indiferença a retruquei com um olhar de negação. Adotar um gato seria algo impossível para mim. Passaram-se alguns dias e sempre a via no mesmo lugar. Miando sem parar!!! Buscando alguém que a acolhesse e lhe desse carinho. Até que certo dia, uma chuva torrencial caiu na saída do trabalho, não resisti em ver a gatinha toda molhada, a peguei nos braços e a levei para minha casa. E assim foi o início de uma grande alegria e mudança em minha vida. Hoje sou protetora de animais e faço parte do Clube do Gato de Brasília.

G & S disse...

FARID veio para mim em meio a um turbilhão de coisas, uma delas e a mais grave o câncer de minha mãe. Este siamês com seus lindos olhos azuis enche minha casa de movimento e com sua graciosidades felina de carinho ao me lamber quando chego do trabalho ou faculdade, sempre me esperando. Tá legal que ele mais parece um suricato por suas atitudes, mas não seria diferente, sempre tive gatos fora dos padrões convencionais . Dono de uma personalidade marcante chegou de mancinho e tomou todo o espaço pra si, delícia de peludo que me surpreende todos os dias por seu grandioso coração felino que me escolheu para sua companhia. Com seu ronronar nem um dia é igual ao outro, sempre algo novo acontece por seus movimentos totalmente aleatórios e sem medo de descobertas. Tenho agora uma companhia, um amigo que encosta seu focinho úmido em meu nariz e me olha dentro dos olhos enchendo minha alma de calma neste tempo de mudanças e agitação. Meu dias são bem cheios de FARID e seus brinquedos espalhados pela casa, todos os dias aprendo a ser mais calma e esperançosa e a ler nas entrelinhas de seus olhares languidos. <3

Corrine Fraga disse...

Minha avó tinha 27 gatos, entre eles uma siamesa, Charlote. Ela fazia tudo comigo, me ensinou a amar pelos e garrinhas. Ela foi o maior motivo na escolha da minha faculdade: Medicina Veterinária!

Laurinda Barros disse...

Eu costumo pensar em quanto a Dalila me mudou. Ela me ensinou a amar os animais e foi minha melhor amiga. Eu a amo como uma filha e todas as noites oro a Deus pedindo para que um dia eu a reencontre.

Juh Avila disse...

Agora ao invés de peças de design sonho com arranhadores de design. Delivery? Só japonês,pq Oli adora atum!Comprinhas no fim de semana? No pet shop!Ele é um gatinho mimado e eu sou mais feliz assim!

Gabriela Araújo de Assis disse...

Virei vegetariana por causa dos meus gatinhos

Renata C_Silva disse...

Sabem o que é melhor de todos estes comentarios?
É saber que tem muita gente que amam gatos como eu e que tiveram uma historia em suas vidas de o quanto eles fizeram a diferença. Muitos tem preconceitos, outros nem o conhecem e ja dizem não gostar, meu avô dizia que eram traiçoeiros e muitas outras historias.
Ainda bem que tudo muda, as pessoas amadurecem e aprendem que lendas existem, que assim como os cães, eles também tem personalidades diferentes e podem ser o melhor amigo de uma pessoa. Amo gatos. Parabéns a todos,aqui, por suas historias e por suas bolinhas de pelos.

Anônimo disse...

Gatos, o que sou eu sem eles, eu cresci com eles do meu lado muitos se foram, alguns ainda vieram e outros estão comigo até hoje, eu sou muito, muito apaixonada por eles, mas como todos tem algo preferido eu também tenho a minha gata preferida, o nome dela? Sesi porque esse nome não sei, mas que ninguém resiste fazer carinho nela ao vê-la isso é a mais pura verdade, ela foi simplesmente o melhor presente de aniversario que eu já recebi na vida vida, ela é meu tudo, foi ela que me fez tomar atitudes corretas na minha vida, ela me ajudou a decidir muitas coisas, mas você deve se perguntar como? Bem, apenas com seu inocente olhar de carinho e amor que ela demonstra a mim, mas não é de menos eu já a ajudei em muitas situações, já tive que sair de madrugada para procura-la na rua, graças a Deus eu a achei exceto hoje mas eu sei que amanha eu vou acordar e ela vai estar me esperando na frente da porta, com seu lindo rosto que me faz ter vontade de acordar todos os dias de manha, ela faz parte da minha família, tenho apenas quatorze anos mas para mim ela é como uma filha, e se eu pudesse eu a dava vida eterna pois não sei o que será de mim sem ela... EU TE AMO SESI!!!

Luana Plantholt,14 anos
Email- leilaabacate@gmail.com

Postar um comentário

Olá!
Estamos muito gratos por receber seu comentário aqui no Tudo Gato!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...