22 de mar de 2012

Singapura | Gatos de Raça


Foto: http://cat-meow.blogspot.com.br/
Descrição Geral

Os gatos da raça singapura, vestidos com as cores das fotografias antigas, são apaixonantes quando estão olhando para você, com seus grandes olhos inocentes em um rosto angelical.

Não importa o que eles aprontem, pois a combinação de seus olhos e sua personalidade encantadora rapidamente faz você esquecer as travessuras, divertindo-se com sua afeição.

O singapura é a menor raça de gato, mas é um companheiro enérgico e repleto, que quer ajudá-lo com tudo que você faz.

Em 1991, o governo de Cingapura reconheceu os gatos como um tesouro nacional vivo, fazendo até estátuas e usando-o como cartão postal.


História

A raça singapura, tem origem a partir de Cingapura no Sudeste Asiático, um local de transporte marítimo internacional, que tem uma quantidade enorme de felinos rondando as docas, em busca de comida. Estes gatos foram tratados como estorvos e foram feitos esforços para exterminá-los, até que um criador americano descobriu os felinos e promoveu-los como uma nova raça.

Cingapura significa cidade dos leões, por isso os gatos singapura recebem o apelido de mini leões.

Hal Meadow, um geofísico americano, que trabalhava ocasionalmente em Singapura e sua esposa Tommy Meadow, trouxeram os gatos com características da raça quando eles voltaram para os EUA no início de 1970. Em 1971, Hal, enviou mais alguns gatos para Tommy nos EUA e ela começou a criação. Em 1974, Hal foi transferido definitivamente para Cingapura e eles se mudaram para lá com seus gatos, um birmanês azul, uma birmanesa castrada e três gatos que foram identificados como os netos dos gatos originais. Em 1975 eles voltaram para os EUA com cinco gatos marrons: A fêmea Pusse, o macho Tigo, a fêmea TES, e gatinhos filhotes do casal Pusse e Tigo chamados George e Gladys.

Em seu retorno para os EUA, os Meadows começaram um programa de melhoramento para estabelecer a raça singapura, com a criação de uniformidade, aparência e, acima de tudo, saúde e disposição.

Ocasionalmente, alguns gatinhos marrons, de cor sólida, apareceram nas ninhadas, e em 1985 ficou claro que alguns Singapuras carregavam um gene recessivo para cor sólida.

Como o gene de cor sólida é recessivo, ambos os pais tiveram que ser portadores.

Criadores criaram um programa de teste de acasalamento para identificar os gatos portadores do gene para a cor sólida e eliminaram do cruzamento os não portadores do gene. Em 1987, um criador de Singapura chamado Gerry Mayes foi a Cingapura para encontrar mais gatos com características da raça de fundação e trouxe alguns de volta para os EUA, que ele registrou. Hoje, a raça ainda é rara, mas tem seguidores dedicados entre os criadores e proprietários de animais de estimação.

A TICA aceitou a Singapura para a competição do campeonato em 1979.

No CFA, Singapuras foram aceitos para inscrição em 1982 e para competições em 1988.

Foto: http://cats-kitty.blogspot.com.br/2010/05/singapura.html

Aparência

Muitos veterinários vendo um singapura pela primeira vez, tendem a pensar que algo pode estar errado com o gatinho, uma vez que é tão pequeno. O singapura tem um desenvolvimento lento e não vai atingir seu tamanho máximo até cerca de 15 a 24 meses de idade. Não há muita diferença de tamanho entre machos e fêmeas

Um gato pequeno, com grandes olhos e grandes orelhas.

Os machos adultos pesam cerca de 2 a 3 quilos; fêmeas adultas peso 1,5 a 2.5 quilos.

O corpo é compacto, moderadamente definido e musculoso, com o abdômen firme.

As patas são fortes e musculosas, afinando até seus pés pequenos, curtos, e ovais. O comprimento da cauda é curto.

A cabeça é arredondada da frente para trás e de lado a lado. De perfil, o crânio arredondado tem uma ligeira curva bem abaixo do nível dos olhos.

O queixo é bem desenvolvido, curto e grosso. As orelhas são grandes, ligeiramente pontiagudas, e aberta na base.

Os olhos são grandes, nem salientes nem recesso, amendoados, mostrando uma inclinação. Cores aceitáveis são avelã, verde e amarelo, com brilho preferido.

A pelagem é fina e muito curta, com uma textura de seda, encontrando-se perto do corpo. Apenas uma cor, sépia, e um padrão, chamado tabby, são aceitos.

Mais detalhes: http://www.tica.org/members/publications/standards/sg.pdf


Saúde e Predisposição a Doenças

Eles são considerados gatos muito saudáveis com pouquíssimos problemas de saúde. Uma das preocupações de saúde que diz respeito à raça singapura é uma condição conhecida como inércia uterina. Esta é a incapacidade para expelir o feto para fora do útero, devido a músculos extremamente fracos. Esta condição foi notada nos primeiros singapuras conhecidos, e parece ter passado através dos genes e aparece em algumas das fêmeas atualmente. As gatas que sofrem desta condição devem ter seu parto através da cesariana. Não existem outros problemas genéticos conhecidos na raça Singapura.

Uma preocupação que os criadores têm sobre eles é relacionado com a diversidade genética destes gatos. Isto é por causa de endogamia devido a um conjunto de genes pequeno. Os estudos indicaram que o singapura, juntamente com os gatos birmaneses, tem a menor diversidade genética entre os gatos de raça. A capacidade de cruzar com outras raças é uma questão que foi levantada na esperança de aumentar a diversidade genética. As discussões ainda estão em andamento.



Cuidados

1. Limpeza semanal nos ouvidos, usando sempre um produto próprio para essa finalidade, que se encontra em pet shops. Coloque o gel para limpeza, e depois de 20 minutos limpe com auxilio de um algodão, ate que ele saia sem sujeira aderida.
2. Uma escovação semanal.
3. Manter vacinação e vermifugação em dia, e seguir demais orientações de um médico veterinário, fazendo uma visita a cada seis meses no mínimo.


Foto: http://waywildpets.com/tag/singapura-cat
Comportamento/Temperamento

São gatos afetuosos que gostam de estar com as pessoas, andar em seus ombros ou aconchegar-se na cama à noite.

Singapuras são treináveis? Certamente. O único problema é que eles parecem ser melhores treinadores de nós do que nós deles. Não é incomum para um proprietário se tornar tão encantado com seu singapura, que o gato acaba terrivelmente mimado; fato que levou a muitas pessoas que adoravam a raça se mostrarem insatisfeitas. Você tem que ficar um passo à frente destes gatos, e mostrar que quem manda na casa é você e não ele.

Eles são animados, curiosos e inteligentes, alguns diriam demasiado inteligentes, e acham que podem fazer tudo e qualquer coisa melhor do que você. Quando você esta cozinhando, la esta ele dando palpite. Quando você está tentando escrever, ou fizer uso do teclado de seu computador, eles associam com grandes brincadeiras, e querem interagir de qualquer forma.

Este caráter lúdico continua quase sempre por toda a vida adulta. Eles não crescem por fora e nem por dentro, sendo crianças eternas.

Enquanto eles são extremamente brincalhões, eles também são muito sensíveis ao humor de seu dono.

Singapuras não são gatos de confronto, pois eles raramente brigam ou disputam territórios ou fêmeas.

Um criador relata que, quando seus gatos de outras raças começam a brigar, o singapura simplesmente sai da sala.

As fêmeas são mães excelentes, com uma vontade de cuidar dos gatinhos, aparentemente para sempre. Gatinhos geralmente não saem do cuidado materno antes das quatro semanas de vida.

Uma das coisas mais intrigantes sobre o singapura é fato dos machos não castrados não brigarem entre si, mantendo uma harmonia quase inacreditável.


Nota1:
Apesar de todas as qualidades de um gato de raça, um vira latinha apresenta milhões de qualidades, que o farão tão ou mais especial que qualquer gato de raça pura.
Nota2: Pense sempre em adotar um gatinho. Não existe um ato de amor tão especial, quanto à adoção.
Seja adulto ou filhote, não compre, adote.


MV Marcelo Samegima Aleixo
http://www.facebook.com/profile.php?id=100000623329523
e mail e MSN: msaleixo@hotmail.com



3 comentarios:

João Víctor disse...

Próxima raça: Maine Coon :D

Post showzaço, não tinha ideia que os Singapuras são tão pequenos... E que olhão!!! parece aquele bicho amarelo de Monstros SA!!

ESMERALDA disse...

Uma Gracinha....mas devemos sempre pensar em ter uma amiguinho adotado, eles também fazem a alegria da nossa vida!!!

Flavio disse...

puts, cada gato animal..rsrs Parabéns pela coluna.

Postar um comentário

Olá!
Estamos muito gratos por receber seu comentário aqui no Tudo Gato!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...