Na coluna desse mês carnavalesco (no Brasil) e com meu dia favorito aqui (Dia da Panqueca, na terça-feira de carnaval!) vou falar um sobre um felino um pouco menor, a jaguatirica, também conhecido como ocelote (Leopardus pardalis). O habitat original da jaguatirica vai desde o estado americano de Arizona, passando pelo México e América Central, Amazonas, até o Pantanal brasileiro; a sub-especie que vive no Brasil é o Leopardus pardalis pardalis. De porte médio, mede cerca de 50cm em altura e 80cm de comprimento e pode chegar a pesar até 15kg, mais ou menos o dobro do tamanho de um gato doméstico grande.

As marcas negras dão um olhar muito expressivo a esse
felino fantástico.
O pêlo da jaguatirica é um dos mais lindos entre os felinos, podendo variar entre bege, dourado, ruivo e cinza. A barriga e o interior das patas é branco. As rosetas são em forma de elos de corrente, tanto fechados como abertos e a cauda é anelada, normalmente com a ponta negra e, claro, as lindas marcações em volta dos olhos e acima do focinho rosado, que dão um ar todo "egípcio" e misterioso! Existem milhares de combinações de cor e padrões, dando a cada animal um visual único.

A dieta inclui praticamente qualquer animal menor: roedores, pássaros (inclusive galinhas domésticas), morcegos, insetos, micos, lagartos, sapos e até tatus, filhotes de jacaré e caranguejos de água doce - a carapaça não é páreo para a mandíbula poderosa e os dentes afiadíssimos da jaguatirica!

Como qualquer gato, o passatempo preferido da
jaguatirica é tirar uma soneca!
A gestação dura de 70 a 90 dias e o normal são ninhadas de dois ou três filhotes, em cerca de 10 meses já são do tamanho dos adultos, mas só atingem maturidade sexual com um ano e meio. Levam principalmente uma vida noturna e solitária (raramente, em pares) em árvores, mas são ágeis no chão e ótimos nadadores e a media de vida é entre 7 e 10 anos. Normalmente usam uma de duas táticas de caça: ou seguem a presa em silencio e atacam no momento certo, ou escolhem um lugar confortável e literalmente sentam e esperam, por até uma hora, o almoço passar... A presa é retalhada pelos dentes e garras e engolida em grandes pedaços, já que esses felinos não mastigam devido ao formato e posição da arcada dentária.

Jaguatiricas, por causa do tamanho e do comportamento dócil, se tornaram animais de estimação muito populares nos Estados Unidos (onde em alguns estados é permitido ter qualquer animal como pet) dando origem ao Ocicat, uma raça de gato doméstico híbrido. Mas, para variar, foi a caça que causou a extinção desses gatos maravilhosos em muitas áreas, por causa do pêlo - são necessários matar TREZE animais para se fazer um casaco! Felizmente hoje em dia o comercio de pele de jaguatirica é proibido por lei, o que não garante que não aconteça... E mesmo para quem gosta do padrão "selvagem" não tem desculpa, existem ótimas peles sintéticas no mercado para qualquer bolso, até de marcas famosas e caríssimas!

A incrível pelagem parece ser uma mistura de
leopardo com onça.
Duas das fotos dessa coluna são do mesmo animal, o lindíssimo Billy, complicado de se fotografar: além de ser noturno, portanto passa a maior parte dos dias na toca, o habitat procura ser denso e mal iluminado como uma floresta tropical - mesmo em dias de sol a luz é péssima, o vidro na frente nem sempre está impecavelmente limpo e dá reflexo... e como ele só sai da toca para comer ou se lavar, não para quieto! Eu detesto usar flash com animais, então o melhor a se fazer é tirar os filtros das lentes, aumentar a abertura do diafragma (similar a colocar na opção fotos noturnas ou pôr do sol), apoiar a câmera onde for possível usando aqueles tripés flexíveis (que eu sempre esqueço de carregar comigo, mas são muito úteis) e clicar muito! Fiz um filme curtinho do Billy no mês passado, dá para ver bem como falta de tripé e reflexo não ajudam nada na tentativa de capturar a hora do lanche: http://www.youtube.com/user/focofelino

Não esqueçam de deixar seus comentários e perguntas e para quem ainda não me segue, o twitter é @foco_felino. Até a próxima!

Bea
twitter: @Foco_felino



7 comentarios:

Denise disse...

Eu amo jaguatiricas!!! São lindas! Adorei a matéria!

Gata Lili disse...

Ela é linda mesmo! Bueno post.

Laura disse...

Que lindos! Felinos são mesmo maravilhosos!

Ameei!

Bjs

Laura

Mauro disse...

Atenção,ocicats não são híbridos entre gatos domésticos e selvagens.São o resultado de uma série de cruzamentos entre gatos das raças abissínio e siamês,que deram origem,após algumas gerações,a um mutante com manchas e aparência de um felino selvagem,para surpresa dos criadores.Como ele parecia um ocelote,foi batizado de ocicat,porém não tem relação com a jaguatirica,tendo genes 100% de gatos domésticos.

Fonte:Wikipédia

Liadan disse...

Olá, sou nova seguidora.
Adoro felinos, convivo com gatos desde que nasci.
A jaguatirica é maravilhosa.
Parabéns pelo seu blog.

Paolla disse...

http://blogdogatocampinas.blogspot.com/2008/11/histria-do-pascoal.html

Esse é o link pro meu post sobre a jaguatirica que minha tia criou quando era pequena, lá no norte do Paraná. Por causa desse Pascoal (era o nome dele), minha mãe teve pavor de felinos por anos (só melhorou depois da chegada do Gato - na MINHA casa).

E eu não acreditava 100% na história, viu? Passei a acreditar quando vi uma FOTO do Pascoal em cima da árvore. Era do tamanho de um BEAGLE, todo pintado, LINDO.

Anônimo disse...

moro numa região onde tem esses animais e tem um que se mistura com os gatos de casa ela é muito docil brincamos miuto com ela vem e vai chamamos de nina

Postar um comentário

Olá!
Estamos muito gratos por receber seu comentário aqui no Tudo Gato!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...