Hoje a entrevista do Tudo Gato é com uma pessoa bastante famosa no mundo dos blogs e “bonequeiros”. O Tio .faso do .Marcamaria (Fábio Sousa).
Quem acompanha seus blogs e twitter logo percebe que é um cara de personalidade forte e com opinião muito bem formada sobre os assuntos, mas tem um coração que não cabe dentro do corpo (por isso ele é bem grandão! XD)

Uma definição segundo ele mesmo: “empresário-bonequeiro, nerd, pai de uma avó que só usa verde e Gulliver dos mini-mis liliputianos. É fundador da bonecaria .marcamaria e sonhador em tempo integral.”

Fiz um post sobre ele há um ano (Maio do ano passado), e para não deixar o post morrer, confira este link e conheça um pouco mais sobre o lindo trabalho dele.

Tudo Gato: Tio .faso, Quando começou a perceber sua preferência por gatos?

Tio .faso: Essa resposta vai surpreender muita gente: só percebi que ADORO gatos esse ano! Como assim!? Deixe-me explicar.

Minha caríssima irmã sempre foi uma “gatófila” (existe isso?). Ela adora gatos e sempre que possível compra coisas com gatos estampados, ajuda ONGs de gatos (e cachorrinhos também) e tudo que gira em torno do mundo felino. Analisando o meu passado, eu sempre convivi com gatos mas nunca dei muita bola para eles – os tratava bem, mas não me descabelava por eles.

Há mais ou menos sete anos compramos uma gatinha Siamesa/Himalaia (a Thina). Como ela estava muito sozinha adotamos em uma ONG aqui de São Paulo a gata-vaquinha Mica. Foi a partir desse momento que eu comecei a me preocupar com os felinos e oferecer a minha cama como puleiro de gato. Nesse ínterim minha mãe ganhou um cachorro (o Luke – um shitzu) e adotamos a doida da Suse (uma lhasa muito doce). Então passei a conviver com quatro bichinhos em tempo integral. “Espere! Mas como você só descobriu que adora gatos agora, sendo que tem gatinhos há mais de 7 anos?” – é aí que surge a minha Pipoca.

Em uma bela tarde de sábado fui lavar o meu carro. Por ter muita gente fazendo o mesmo, estava demorando muito. Ao olhar pelo retrovisor vi alguns homens procurando algo. Ao averiguar, descobri que um gato tinha “estava escondido e saiu de dentro de um carro quando o motorista abriu a porta”. Eu fiquei hiper mega preocupado em pegar o gatinho e levar para uma veterinária que havia ali perto. Quando consegui pegar o bichinho, pensei que não deveria deixar ela para outra pessoa e sim ficar comigo. É aí que eu descobri que era uma gatinha rajadinha, a qual batizei de Pipoca.

O “adorar gatos” foi conseqüência dos meus atos. Como no começo ela estava com muito medo e só ficava embaixo da cama, passei a dormir no chão para ela se acostumar comigo. Fiquei um mês e meio dormindo em um colchonete. Levantei minha cama para colocar a caixinha de areia – fiz uma “área da Pipoca” para ela.

Por mais que eu sempre convivi com todos esses bichos, foi a partir da Pipoca que eu me senti totalmente responsável por um – transformando-a na minha filha.

Eu adoro qualquer bichinho, tanto que sou do tipo que para o caro enviesado no meio de uma rua para um cachorrinho atravessar e não ser atropelado, mas eu não tenho perfil para ter um cachorro só meu. Um gato tem a independência necessária para ficar aonde quiser e surgir na minha frente, sobre o meu caderno, meio que dizendo: “oi! Esquece de tudo que eu cheguei”.


TG: Já aprendeu alguma coisa MUITO bacana com eles? Por que eles são especiais pra você?

Tio .faso: Até twittei um pensamento sobre os gatos: “Cachorros são frases ser ponto ou vírgula. Gatos são reticências, interrogações e pontos finais” – quem não gosta de gatos nunca vai entender essa frase.

TG: Por puro acaso, os entrevistados do Tudo Gato geralmente têm sido homens. O que acaba mostrando que não é uma preferência exclusivamente feminina. Por outro lado, há também o fato de haverem muitos homossexuais no meio gateiro e isso acaba tachando os muitos dessa forma.
Sendo você um gateiro e bonequeiro (costureiro), já sofreu algum tipo de “confusão” como essa? O que pensa sobre esses estereotipos? (nada contra homossexuais em galera).


Tio .faso: Já ouvi que homem que tem gato tende a ser homossexual. Meu deus! Como ter um bicho vai definir se você ama pessoas do mesmo sexo? Eu poderia ser homossexual e ter um cachorro, um porquinho, um elefante ou um dinossauro. O importante é você ser feliz consigo e amar muito o seu bichinho.

Se alguém já me tachou por isso? Nunca fui inquirido a respeito, mas não ligo não. Os gatos me tem e é isso que é relevante! X)

TG: Alguma situação engraçada que tenha presenciado com seus gatos?

Tio .faso: É coisa de gato: sua eterna mania de querer entrar em caixas. Uma das gatas queria entrar dentro de uma caixa de barrinhas de cereal... aquelas que vem com cinco unidades. Mal cabia a pata dela dentro e ela insistia em adentrar na caixinha.

TG: Você tem quantos bichanos? Quais os nomes?

Tio .faso: Três gatas. Thyna (Siamesa/Himalaia) que é toda delicada, a Mica (gata-vaquinha) que é doida e acha que é gente (quando comemos é preciso colocar um banquinho para ela ficar sentada à mesa) e a Pipoca (rajada) que é a caçula da turma e não tem um pingo de juízo atrás daquele focinho. Fora os dois cachorrinhos (Luke e Suse).

TG: Criou há um tempo o gato Froid. Esse personagem das histórias da Vovólima foi pensado simplesmente porque gosta dos bichanos ou acha que ele tem “algo a mais” para ensinar às pessoas que te acompanham?

Tio .faso: Quando criei o Froid eu só tinha as duas gatas (Thyna e Mica) e pude observar como um gato agia. Achei que seria legal colocar um gato na história para demonstrar como eles são criaturas profundas e enigmáticas, rompendo com aquele esteriótipo bobo que gato não liga pro dono. Escolhi um gato preto justamente pelo estigma que esse felino carrega.

TG: O nome dele foi inspirado em alguém? Há planos futuros para o Froid e a turminha da Vovólima?


Tio .faso: Como a própria brincadeira com o nome demonstra, o “Froid” surgiu do nome do psicanalista “Freud”. A idéia era mostrar gatos não são apenas bichos. São seres como nós (uma espécie de psicanálise às avessas).

Após um ano sem publicar nada, retomei novamente as estórias da Vovólima. Mais e mais contos sobre a relação dela com sua netinha serão escritos. Além disso, vou deixar o Froid seguir uma carreira solo. E finalmente vou lançar bonequinhos de todo mundo! XD


TG: Encerrando... Poderia deixar um recado ou frase pro pessoal que acompanha o Tudo Gato?!

Tio .faso: “Nunca desista dos seus sonhos” é o meu mantra e meu norte. É o que me faz seguir em frente e acreditar que tudo é possível, basta acreditar em si mesmo.



Agradecemos demais o carinho do Tio .faso ao aceitar dar essa entrevista ao TG e nos prestigiar com seu trabalho tão bonito! E além de tudo, ainda fez uma ilustra dedicada ao Tudo Gato!!!


Não deixe de conhecer o blog marcamaria.com/ e se esbaldar com tanta coisa bonita e edificante!

Abraços a todos!
Lauesg



9 comentarios:

rnkajita disse...

oie LAurence, gostei muito dessa entrevista, principalmente onde vc pergunta ao Tio Faso sobre
homens que gostam de gatos serem taxados de Homosexuais (tbm nao tenho nada contra os Homos), pois sempre que me perguntam sobre que animal eu mais gosto sou taxado assim tbm......espero que mais e mais pessoas deixem essa ideia de lado q passe a respeitar mais os homens que gostamd e gatos, pois os gatos sao animais como qualquer outro.

Abracos

Tia Márcia disse...

Tia Márcia....

Não sou a Tia + velha, mas eu sei do amor que vocês têm por animais. Gatos, cachorros, passaros.... Sòmente pessoa tão sensível quanto você pode aflorar este sentimento que se resume em uma palavra:AMOR!!!
Sentimentos não tem sexo..... nunca se esqueça disto. Um Milhão de Beijos!!!!
*PS: Qualquer dia você vai se inspirar e criar uma bonequinha chamada Tia Ma.....rsrsrsr

ஜ♥_Sabrith_♥ஜ disse...

Eu adoro gatos, felinos em geral, eles me fascinam.
Ainda bem que meu marido tb gosta. QUando morávamos em um sitio tinhamos 16 gatos... pena que hoje isso é impossível...

Adorei a entrevista e o blog em geral!

Gata Bacana Feltros disse...

Adoro a Marcamaria e a Tudo Gato e sigo os dois no meu blog o GATA BACANA que na verdade não tem nada a ver com gatos é só uma homenagem a pretinha uma gatinha muito bacana que eu tinha, queria saber se de vez em quando posso postar umas tirinhas aqui do Tudo Gato, no meu blog? Me divirto com elas.
Bjokas
Dan

jefhcardoso disse...

Gostei da entrevista, certa vez vi no Entrelinhas da TV Cultura, que o gato é o animal de estimação da maioria dos escritores.
Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Ignátius disse...

Cara, gostei muito dessa entrevista. Principalmente da foto da gatinha rajadinha. Eu tenho uma gatinha assim e é totalmente diferente das outras gatas que já tive. Me pede comida, dorme comigo ao meu lado na cama e vai me receber quando chego em casa! E isso, porque achei ela na rua com mais ou menos uns 30 dias de vida, abandonada, mal conseguia se alimentar sozinha. Parabéns!!!

Gata Lili disse...

Parou de blogar?

Lauesg disse...

Galera!!! MUITO OBRIGADO pelos comentários!

Respondendo à pergunta da Lili... Olhem o próximo post! rsrs...

Abraços,
Laurence Esgalha (Lauesg) - Tudo Gato

Denise Santos disse...

Adorei, adorei, adorei! A Pipoca é linda! Eu tb tenho uma tartaruga e amo-a como se fosse uma filha! Só quem conhece bem os gatos sabe o quanto é possível nos apaixonarmos por eles... Amassos e ronrons a todos os gateiros!
Parabéns pelo blogão! =)

Postar um comentário

Olá!
Estamos muito gratos por receber seu comentário aqui no Tudo Gato!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...